Colégio e Faculdade São Luiz é contemplado no Programa de Eficiência Energética

Publicidade
Utilidade pública

A Associação Dehoniana Brasil Meridional, mantenedora do Colégio e Faculdade São Luiz, foi uma das 10 organizações contempladas pelo Programa de Eficiência Energética (PEE) Celesc/Aneel 2021. A divulgação dos projetos contemplados ocorreu em março deste ano, em solenidade virtual que contou com a presença do governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva. O contrato, no entanto, chegou ao colégio na última semana, sendo assinado pelo diretor, padre Silvano João da Costa.

Desenvolvido pela empresa P3 Engenharia, com sede em Indaial, o projeto aprovado pelo PEE prevê a troca de quase duas mil lâmpadas e seus reatores, que passarão por um processo de descarte correto. Também está prevista a instalação de 248 placas fotovoltaicas em cima da quadra externa e no prédio do Ensino Superior. Por fim, serão realizadas nove palestras sobre eficiência energética na instituição, bem como a execução de um vídeo demonstrando todas as etapas desta obra, que deve ser concluída em dois anos.

“Sustentabilidade é a palavra-chave. Ser contemplado pelo projeto nos causa alegria, nos dá a certeza de que estamos no caminho certo, mas também nos traz uma responsabilidade. Este projeto só vai ter sentido se tocar no coração e nas atitudes daqueles que estão conosco. Não é apenas um projeto de estrutura, ou de redução financeira e de custo. É uma possibilidade de levar conscientização sobre o uso de recursos naturais. Pais, alunos e professores são convidados a refletir sobre uma terra e um planeta mais sustentável”, destaca o diretor do Colégio e Faculdade São Luiz, padre Silvano João da Costa.

Reconhecimento

De acordo com o gerente de projetos do PEE, Willian dos Santos, o projeto apresentado pelo colégio foi selecionado porque obteve destaque na eficiência de equipamentos, pela melhor relação de custo-benefício para a instituição. “Podemos destacar a economia de energia ao substituir lâmpadas ineficientes por lâmpadas de tecnologia LED, que possuem baixo consumo de energia, melhor fluxo luminoso e vida útil três vezes maior que as lâmpadas fluorescentes. Outro ponto analisado é o Sistema Fotovoltaico (SFV), instalado na quadra coberta e telhado do edifício. Além de ser uma geração de energia limpa, faz com que durante o dia a demanda de energia consumida da Celesc diminua”, explica.

Segundo ele, contemplar uma instituição de ensino é garantir que, finalizada a fase de execução, seja enaltecida a aplicabilidade de um projeto de forma eficiente e sustentável. “Para manter esta ação temos que conscientizar, também, os usuários quanto ao uso racional da energia elétrica, tais como: apagar as lâmpadas quando não estiver mais em sala de aula, laboratório, biblioteca, entre outros ambientes; desligar o monitor de computador quando não estiver utilizando; aproveitar ao máximo a iluminação natural, em detrimento à iluminação artificial (lâmpadas). Outras ações sustentáveis que podemos destacar são os descartes corretos dos materiais substituídos e a utilização de equipamentos certificados pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel)”, informa o gerente de projetos.

Saiba mais

Tecnicamente em funcionamento, a lâmpada LED pode atingir mais de 80% de economia de energia se comparada com a lâmpada de vapor pois, além de baixo consumo de energia, não produzir calor e de manutenção praticamente zero, pode ser controlada seu fluxo luminoso através da dimerização do conjunto.

As lâmpadas de LED possuem baixo consumo de energia, melhor fluxo luminoso e vida útil três vezes maior do que as lâmpadas do tipo vapor de sódio, metálico e de mercúrio. Além disso, as lâmpadas de LED não entram na Lei de Resíduos Sólidos, pois não possuem metais pesados em sua composição, sendo um equipamento ecologicamente correto.

Diretor do Colégio e Faculdade São Luiz, padre Silvano João da Costa, e o coordenador administrativo financeiro da instituição, Moacir Carlos Holz. (Foto: Divulgação/Assessoria de Imprensa)

Publicidade
Últimas notícias

Mais de 40 cobertores são doados pela UNIFEBE para a Rede Laço de Voluntariado

A solidariedade inspirou acadêmicos, professores e colaboradores do Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE) em mais uma edição da campanha...
Publicidade
WhatsApp chat