OAB Brusque realiza III Simpósio de Direitos Humanos e Cidadania em parceria com o curso de Direito da UNIFEBE

Publicidade
Utilidade pública

A migração e os refugiados, violência contra a mulher e a Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD foram os temas abordados no III Simpósio de Direitos Humanos e Cidadania, realizado entre os dias 10 e 12 de agosto, pela Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB 10ª Subseção Brusque, em parceria com o Laboratório de Cidadania e Educação em Direitos Humanos (LACEDH) e o curso de Direito do Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE).  

O evento virtual contou com a participação de convidados com experiência na área advocatícia, que discutiram temas atuais da sociedade brasileira, com o intuito de instigar os acadêmicos do curso a pensar criticamente sobre os assuntos. Logo na abertura da programação, as professoras da UNIFEBE, Anna Lúcia Martins Mattoso, Carla Piffer e Daíra Andréa de Jesus debateram sobre o tema “Migrantes e Refugiados”. A conversa foi mediada pelo advogado Elisson Fischer.

Já na segunda noite, a discussão abordou a “Violência contra a mulher”, assunto debatido por Rogério Ristow e Matusalem Júnior de Morais Machado, e mediado por Simone Botegal. Para encerrar a programação, o advogado Ediney Ariel Putsch falou sobre a Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD. A abordagem do tema foi mediada por Leonardo Maestri.

(Foto: Reprodução/Divulgação UNIFEBE)

Para o coordenador do LACEDH, professor Ricardo Vianna Hoffmann, o Simpósio de Direitos Humanos é um evento consolidado na instituição, que proporciona essa integração entre acadêmicos, professores e profissionais da área. “Ao debater assuntos tão pertinentes e atuais, ressaltamos a importância de o advogado se manter atualizado e reflexivo sobre determinadas temáticas. É por meio desse contato com a realidade fora da universidade que ele se coloca na posição de profissional e cidadão”, enfatiza Ricardo.

A coordenadora de Direito da UNIFEBE, professora Anna Lúcia Martins Mattoso, salienta que a parceria entre o curso e a OAB beneficia os estudantes para além da vida profissional. “Esse compartilhamento de saberes entre a universidade e instituições públicas ou privadas possibilita a construção de um mundo melhor, além de conscientizar os acadêmicos e professores de que não precisam caminhar sozinhos e que esta parceria facilita e contribui para a solução de problemas existentes na sociedade”, complementa Anna.

Os debates completos estão disponíveis no canal da UNIFEBE, no Youtube.

 

Publicidade
Últimas notícias

Polícia Civil apura denúncias e prende em flagrante casal que aplica golpes do cartão

Um casal foi preso pela Polícia Civil nesta quarta-feira, 15, por crime de estelionato. A investigação apurou denúncia de...
Publicidade
WhatsApp chat