Limeira: Projeto para doação de área à empresa processadora de resíduos é aprovado em novo tramite no legislativo

Publicidade
Utilidade pública

A Câmara de Vereadores realizou sessão ordinária nesta terça-feira, 24. No espaço da Palavra Livre, o vereador Cassiano Tavares, Podemos, cobrou uma postura mais “efetiva” do governo municipal para resolver impasse sobre a liberação dos recursos prometidos pelo Governo do Estado destinados para construção da nova ponte no bairro Guarani.

Conforme o vereador, além das questões que envolvem as dificuldades de mobilidade, o comércio da região do entorno está registrando prejuízos. Ao final da sessão, o vereador Cassiano explicou sobre as cobranças realizadas na tribuna.

“No dia 15 de julho até agora está na mesma questão da burocracia, sei que isso atrasa, mas, a população não quer saber; naquela reunião foi falada que talvez em janeiro ficaria pronta, mas esse prazo já passou, temos muitos comércios sendo fechados”.

“Se falta uma assinatura que acampe lá em Florianópolis, a população merece uma resposta” frisou Cacá.

Moradores da área industrial do bairro Limeira presentes na sessão da Câmara de Brusque (Foto: Diplomata FM)

Líder do Governo responde: O vereador Nick Imofh, MDB, falou que a pauta está no foco do governo, mas, que é necessário de mobilização política conjunta para sensibilizar o governo do estado.

“O prefeito também está angustiado, ele mesmo deixou isso claro, o projeto está pronto; o dinheiro precisa primeiro está na conta. Só depende do repasse e neste ponto é preciso buscar apoio de representantes de partidos no estado”, comentou.

Área Industrial no bairro Limeira

O projeto de doação de imóvel para Arga Processadora de Resíduos LTDA, do empresário Amilton Gamba, na Área Industrial do bairro Limeira, voltou a ser votado.

Na sessão da última terça-feira, 17, a matéria havia sido apreciada e chegou a passar em primeira aprovação. Entretanto, o resultado de oito votos favoráveis e seis contrários, não deu o chamado “quórum qualificado”, previsto pelo regimento interno da câmara, que estipula, no mínimo, dois terços de votos favoráveis para aprovação.

Na sessão de ontem, o projeto entrou novamente para discussão e aprovação. Novamente, e em maior número, moradores do entorno da área industrial estiveram presentes na sessão, com cartazes.

A comunidade manifesta preocupação com a possibilidade de “mau cheiro”, em função do tratamento de resíduos biodegradáveis. Como já reportado em matérias anteriores, o projeto prevê equipamentos técnicos e tanques lacrados, que evitarão a propagação de odores.

Colocado em votação, o projeto foi aprovado por dez votos a favor e cinco contrários. Os votos favoráveis foram dos vereadores: Alessandro Simas, André Batisti, André Rezini, Cassiano Tavares, Deivis da Silva, Ivan Martins, Jean Pirola, Natal Lira, Nick Imofh e Rick Zanata.

Votos contrários: André Vechi, Beto Piconha, Jean Dalmolin, Marlina Schissel, Rogério dos Santos.

Sessão da Câmara de Vereadores desta terça-feira, 24, (Foto: Talita Garcia/Câmara)

Em função da tensão dos protestos dos moradores, uma guarnição da Polícia Militar acompanhou o andamento da sessão. No final dos trabalhos, os moradores da área industrial ficaram do lado de fora do prédio da câmara e realizaram “vaias” aos vereadores que votaram contra, sem intercorrências.

Ao final de sessão, o presidente da Câmara, Alessandro Simas, comentou sobre o trabalho do poder legislativo.

Ao final de sessão, o morador Valdecir Pretti, conhecido como “Tilinho”, falou ao Jornal da Diplomata.

Em respostas as demandas apresentadas, o vereador líder do governo, Nick Imofh, falou sobre as respostas do governo face aos destaques da sessão. Inicialmente, Nick fala sobre a questão que envolve a ponte do Guarani e em seguida responde sobre o projeto da área industrial do bairro Limeira.

Em relação ao projeto apreciado, na prática, com a aprovação fica o Poder Executivo Municipal autorizado a proceder à doação de uma área de terra contendo 50.000,00 m2 (cinquenta mil metros quadrados), de propriedade do Município de Brusque. Na referida área industrial, outros quatro lotes foram destinados para construção de empresas, que tiveram aprovações, sem apresentar contestações na comunidade.

Moradores da área industrial do bairro Limeira presentes na sessão (Foto: Diplomata FM)

Ordem do Dia – Projetos de Lei aprovados

– Em segunda discussão e votação, Projeto de Lei Ordinária nº 66/2021, de origem executiva, que “Autoriza o Município de Brusque a celebrar o acordo extrajudicial, que abaixo especifica”;

– Em segunda discussão e votação, Projeto de Lei Ordinária nº 68/2021, de origem executiva, que “Dispõe sobre o Plano Plurianual para o período de 2022-2025, e dá outras providências”;

– Em segunda discussão e votação, Projeto de Lei Ordinária nº 69/2021, de origem executiva, que “Dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício financeiro de 2022, e dá outras providências”;

– Em primeira discussão e votação, Projeto de Lei Ordinária nº 10/2021, de origem executiva, que “Autoriza o Poder Executivo Municipal a proceder a doação de área de terra destinada à Área Industrial do bairro Limeira no Município de Brusque-SC, e dá outras providências”.

Pedido de vistas

Do vereador Ivan Martins, em relação ao Projeto de Lei Ordinária nº 70/2021, de origem executiva, que “Dispõe sobre o Programa Municipal de Pavimentação Comunitária e dá outras providências”.

Publicidade
Últimas notícias

FME remota escolinhas de iniciação esportiva com grade de modalidades

A prefeitura de Brusque, por meio da Fundação Municipal de Esportes (FME), vai retomar as atividades das escolinhas de...
Publicidade
WhatsApp chat