Igreja Matriz São Luís Gonzaga passa por limpeza externa

Publicidade
Utilidade pública

Iniciou na última semana a limpeza externa da igreja Matriz São Luís Gonzaga. Pela terceira vez, em cerca de 25 anos, o empresário brusquense Gilmar Jorge dos Santos, 49, conduz essa empreitada, que deve ser concluída em 10 dias, embora dependa da condição climática.

“Vamos manter nosso cartão postal bonito, para o povo católico e à comunidade em geral, que valoriza a igreja como obra de arte. A Matriz é um lugar de oração, de peregrinação e de espiritualidade. É nossa responsabilidade cuidar bem desse patrimônio e, para isso, contratamos uma equipe técnica, autorizada a fazer a limpeza da área externa”, conta o pároco, padre Diomar Romaniv.

Profissionais fazem a limpeza externa, fazendo uso de equipamentos e cuidados necessários. (Foto: Paróquia São Luís Gonzaga)

Apesar de conhecer bem o local, o diretor desta equipe de manutenção falou da adrenalina de descer pelas paredes de pedras no início deste processo. “É diferente de um prédio, que tem a plataforma de apoio em volta. Aqui precisamos amarrar os parafusos na parte superior e é mais difícil de trabalhar”, relata Gilmar, que conta com o apoio de mais dois colaboradores.

Recordações

Esta é a terceira vez que Gilmar presta o serviço à Paróquia São Luís Gonzaga. Inaugurada em 1962, a primeira limpeza da igreja Matriz foi feita por ele mesmo, há cerca de 25 anos. Desde então, na sua avaliação, pouca coisa mudou. As escadas estreitas de madeira que conduzem ao teto são as mesmas, assim como os equipamentos utilizados na manutenção.

“Não mudou nada. Até o lava jato que uso é o mesmo que comprei para esta tarefa na primeira vez. Apenas a cadeirinha que uso na descida, antes era de madeira de balanço. Além disso, agora usamos capacete”, afirma Gilmar, que é casado e pai de três filhos.

Outra curiosidade é a abordagem que o empresário utiliza para conquistar este serviço. Nas três vezes passou pela paróquia e se colocou à disposição para lavar a área externa da Matriz.

“Tem coisas que não mudam. Minha mulher me chamou de louco da primeira vez e, agora, também repetiu isso. Mas rezo pela manhã. Ajoelho ao lado da cama, converso com Deus, agradeço pelo dia que inicia e peço proteção. De noite, agradeço pelo serviço. Quem vive desta profissão precisa ter Deus no coração”, enfatiza.

Cuidados

Enquanto o serviço de limpeza estiver sendo executado, uma fita de isolamento demarcará o espaço, evitando o estacionamento próximo de carros e a passagem de pedestres. Embora a manutenção ocorra apenas com o jato de água, há limo pela edificação e dejetos de pássaros entre os vitrais.

Para a limpeza completa de cada espaço, estão programadas sempre duas descidas com o equipamento. Isso se torna necessário porque o uso de cloro, utilizado comumente nas limpezas de prédio, danifica as paredes de pedra e não pode ser aplicado no local.

Segundo Gilmar, o projeto é sempre desafiador mas, para ele, há um lugarzinho mais complexo de limpar. “Os sinos, com certeza, por se tratarem de uma parte mais alta”, revela.

Publicidade
Últimas notícias

Brusque registra 321º óbito relacionado a Covid-19

Brusque registrou, neste sábado (16), o óbito de número 321 associado ao coronavírus. Trata-se de uma mulher de 70...
Publicidade
WhatsApp chat