Hospital Azambuja inaugura setor de Hemodinâmica no dia 19 de outubro

Publicidade
Utilidade pública

O mês de outubro reserva uma grande conquista ao Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux (Hospital Azambuja) e a toda população de Brusque e municípios vizinhos: a inauguração do setor de Hemodinâmica da instituição.

O serviço será responsável pelo atendimento de doenças graves como infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral (AVC) em todas as etapas do tratamento, de forma rápida, eficiente e sem a necessidade de transferência do paciente para outras cidades. Com isso, o Azambuja passa a ser referência no tratamento de alta complexidade das doenças cardiovasculares e neurovasculares no município e região.

De acordo com o gestor hospitalar Gilberto Bastiani, a inauguração da Hemodinâmica do Azambuja tornou-se realidade por meio da campanha de arrecadação entre empresários da cidade e da região, realizada no início de 2019, a qual contabilizou cerca de R$ 5,5 milhões em doações e também de recursos do próprio hospital. A campanha foi liderada pelos empresários Luciano Hang, Ingo Fischer, Ademar Sapelli e Osmar Crespi e contou com a contribuição de diversas lideranças empresariais, que colaboraram para o desenvolvimento de projetos de inovação e melhorias, tanto em serviços prestados como também em infraestrutura.

Por meio da campanha foram realizadas a reforma e a ampliação da recepção principal e do Pronto Socorro do hospital, como também a aquisição do equipamento da Hemodinâmica, que contou com contrapartida do Hospital Azambuja.

“É o equipamento mais moderno que temos em Santa Catarina atualmente. Queremos que nossa Hemodinâmica seja referência no tratamento dos pacientes da região. Que eles e também seus médicos tenham a segurança de escolherem o Hospital Azambuja na realização dos procedimentos necessários, pois todo o investimento significativo realizado pelo empresariado e pela instituição, tem como objetivo maior atender àqueles que nos procuram. Tudo isso podendo estar mais próximos de seus lares”, ressalta Bastiani.

O equipamento trata-se de um angiógrafo da marca Phillips, modelo Azurion 7, com investimento de R$ R$ 2.157.074,11. Responsável por realizar os procedimentos de hemodinâmica, é um equipamento de alta tecnologia, presente nos melhores hospitais do Brasil e do mundo segundo o médico cardiologista intervencionista, Dr. Felipe Baldissera.

“Ter o serviço de Hemodinâmica no Hospital Azambuja é uma conquista para a população, que será melhor assistida. Com relação aos médicos da região, eles terão à sua disposição todas as condições para tratar os pacientes que apresentam doenças cardiovasculares e neurovasculares de forma rápida e completa, em todos os níveis de complexidade, sem a necessidade de ter que buscar outros serviços para encaminhar seus pacientes, ou mesmo outras cidades. Também não será necessária a busca de vagas de internação ou de UTI em outras instituições para se conseguir a transferência de pacientes muito graves, como acontece hoje, já que o Hospital Azambuja tem uma estrutura completa de atendimento”, enfatiza Dr. Baldissera.

A equipe médica da Hemodinâmica do Hospital Azambuja contará com oito profissionais, sendo Dr. Felipe Baldissera cardiologista intervencionista; quatro cardiologistas/eletrofisiologistas – Dr. Tiago Silvestrini, Dr. Rafael Ronsoni, Dr. Saulo da Costa Fontoura e Dr. Guilherme Pazuello; e três neurocirurgiões – Dr. Vinicius Borges, Dr. Luciano Silveira e Dr. Cesar Nunes.

A Hemodinâmica do Hospital Azambuja atenderá primeiramente através de convênios e particulares. Após seis meses do serviço instalado, o Azambuja poderá requerer o credenciamento junto ao Ministério da Saúde para atendimento via Sistema Único de Saúde, um trâmite necessário visto que já existe o serviço em cidades próximas a Brusque.  “Vamos iniciar os atendimentos desta forma, mas com o objetivo de buscar o credenciamento e proporcionar todos os exames e procedimentos também via SUS. Sabemos que será um processo demorado, mas vamos batalhar por esta conquista”, projeta o gestor hospitalar.

O que é a Hemodinâmica

Hemodinâmica é o setor capaz de realizar exames diagnósticos e tratamentos da imensa maioria das doenças cardiovasculares; incluindo as doenças das artérias coronárias, doenças miocárdicas, doenças congênitas e arritmias cardíacas, além de tratamentos de várias destas patologias principais como o infarto agudo do miocárdio, angina pectoris, doenças da válvula mitral e da válvula aorta, aneurismas cerebrais, implante de marcapasso, ablação de arritmias e outras doenças vasculares. 

Ao detectar e localizar uma obstrução arterial coronariana por exemplo, por meio da cineangiocoronariografia, é possível de imediato estratificar o risco deste paciente e orientar a melhor solução terapêutica. A rapidez entre o diagnóstico e o início do tratamento muitas vezes é um fator fundamental para a sobrevivência do paciente. 

Texto/Ideia Comunicação

Publicidade
Últimas notícias

Homem é preso pela Polícia Civil por crime de tráfico de drogas, no bairro Azambuja

No início da tarde desta segunda-feira, 25, a Polícia Civil, por intermédio da Divisão de Investigação Criminal de Brusque,...
Publicidade
WhatsApp chat