Plataforma do movimento SantaCatarina pela educação oferece 954 vagas de emprego

Publicidade
Utilidade pública

Com a retomada da economia, novas oportunidades de emprego surgem na região.  No vale do Itajaí Mirim estão disponíveis 954 vagas disponíveis na plataforma do Movimento santa Catarina Educação, que são ofertadas através de uma parceria do Movimento, através da Federação das Indústrias do estado de Santa Catarina _ FIESC, com órgãos governamentais, como a Prefeitura de Brusque; escolas, entidades e empresas.

“Nós chegamos a ter mais de 2.400 vagas e depois caímos para cerca de 200, isso é muito bom, pois mostra que a Plataforma está apresentando resultados e as pessoas estão voltando ao mercado de trabalho. Atualmente, temos mais vagas, mas esperamos que logo, estas também sejam preenchidas”, destacou a interlocutora do Movimento Santa Catarina pela Educação na região, Ângela Suavi. “A parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de Brusque, por meio do Sine, foi muito importante para divulgação das vagas e dos cursos de qualificação que oferecemos”, concluiu.

PRÓXIMAS ETAPAS

As vagas de empregos disponíveis na região, as ações que serão desenvolvidas ainda este ano e os desafios para o triênio 2022-2024 foram apresentadas durante o 3º encontro regional do Movimento Santa Catarina pela Educação. A reunião online, que reuniu representantes de universidades, escolas públicas e privadas, além do vice-presidente regional da FIESC, no Vale do Itajaí Mirim, Edemar Fischer, contou a explanação do coordenador da área de Assessoria de Responsabilidade Social da FIESC, Sandro Volpatto e pela líder do Movimento SC pela Educação no Estado, Osnilda Leite. 

Além das novas ações de comunicação que serão desenvolvidas com a intenção de tornar a plataforma ainda mais reconhecida pela comunidade e pelas empresas no sentido de ofertar as vagas disponíveis de emprego, também foram apresentadas as atividades que visam continuar a promover ações de qualificação profissional. Entre elas, está a continuação dos cursos 100% online e gratuitos e o desenvolvimento de um caminho vocacional, com trilhas de qualificação conforme a necessidade do mercado de trabalho. O objetivo também é oferecer qualificação profissional para trabalhadores que já estejam no mercado, em parceria com sindicatos, por exemplo. “Esses trabalhadores precisam de qualificação, por isso, aprofundamos o conhecimento, principalmente, em temas relacionados à matemática, português, comunicação e transformação digital”, destacou Sandro Volpato.

ENSINO PROFISSIONALIZANTE

Para 2022, o foco será no ensino profissionalizante tendo como pilares o trabalhador do futuro. A intenção é promover a capacitação e a inserção de estudantes já a partir do 9º ano e do ensino médio no mercado de trabalho, incentivando a matrícula no ensino profissionalizante.

O vice-presidente regional da FIESC no Vale do Itajaí Mirim, Edemar Fischer, destacou a importância da preparação dos jovens para o mercado de trabalho desde cedo, ressaltando a necessidade do conhecimento sobre as novas tecnologias. “A FIESC está sempre alinhada as necessidades do futuro, pois as empresas estão investindo em novas tecnologias, tornam-se competitivas em um mercado cada vez mais competitivo e precisamos de colaboradores que tenham conhecimento, sempre preparados para o futuro ainda na escola e também conseguindo se qualificar em áreas que já atua”, frisou.

Ainda segundo dados, apresentados durante a reunião do Movimento SC pela Educação, o estado está em 2º lugar no ranking de competitividade no Brasil, ficando atrás do estado de São Paulo. Sendo a educação o fator determinante quando se fala em distribuição de jovens, por tipo de atividade, chama a atenção o percentual de 16,9%, ou seja, 292.913 pessoas em Santa Catarina que não estão estudando, e não possuem uma ocupação. Além disso, os dados apontam quase 38% de evasão escolar (alunos de 17 a 19 anos) e os motivos de abandono na educação básica.

A PLATAFORMA

A ação está alinhada ao novo ciclo do Movimento SC pela Educação, com foco na recolocação de profissionais qualificados no mercado de trabalho, e está vinculada ao programa Travessia, que orienta a reinvenção da economia para transformar SC em referência em desenvolvimento sustentável. A Plataforma é uma iniciativa das federações das Indústrias (FIESC), Comércio e Serviços (Fecomércio), Agricultura (FAESC) e Transportes (Fetrancesc), com parceria da ACATE, SEBRAE/SC, Instituto Ayrton Senna, Prefeitura de Florianópolis, Centro de Inovação da Educação Brasileira, Junior Achievement, Undime/SC e Sistema Ailos.

Publicidade
Últimas notícias

Receita abre consulta para lote residual de restituições na segunda

A Receita Federal vai liberar nesta segunda-feira (24) de manhã a consulta ao lote residual de restituições do Imposto...
Publicidade
WhatsApp chat