Alunos recriam obras literárias no Projeto “Livro na Caixa”

Ação da EEF Angelo Dognini visa mostrar que a leitura pode ser lúdica e prazerosa

Publicidade
Utilidade pública

Representação musical, declamação, jogral e libertação de poemas foram algumas das manifestações artísticas que marcaram, na manhã desta quinta-feira (28), o lançamento do projeto “Livro na Caixa”, dentro da 1ª Mostra Literária da Escola de Ensino Fundamental Angelo Dognini. O evento reuniu estudantes da Educação Infantil e do sexto ao nono ano do Ensino Fundamental na quadra poliesportiva da unidade escolar.

Adaptado à unidade de ensino pela titular da disciplina de Língua Portuguesa, professora Sandra Farias – que no evento se caracterizou como o escritor português Fernando Pessoa, o projeto Livro na Caixa foi desenvolvido em etapas. A primeira delas, há cerca de dois meses, foi a leitura de uma obra literária. “A partir daí, então, os alunos foram estimulados a reproduzir dentro de uma caixa a sua percepção do livro, com elementos que pudessem expressar a sua releitura”, explica a professora.

A ideia, segundo Sandra Farias, é tornar a leitura mais lúdica, ter um motivo para que os estudantes leiam mais, ao os incentivar e proporcionar esses momentos, inclusive em sala de aula ou em casa. “E, ainda, promover, no espaço escolar, a leitura com os alunos, para que eles entendam que a leitura é uma forma de aprendizado, de conhecimento, mas também, de lazer. A leitura pode ser prazerosa”, completa.

Interdisciplinaridade

Para o diretor da EEF Angelo Dognini, professor Ivanor de Mendonça, o projeto Livro na Caixa e a Mostra Literária são mais uma forma de incentivo da escola à prática e ao gosto pela leitura a seus educandos.

Ele argumenta que são ações que trabalham a leitura de forma prática, interdisciplinar e a aproximam da realidade vivenciada pelos estudantes, atendendo às diretrizes da Base Nacional Curricular do Ministério da Educação. “Assim, é assegurado o desenvolvimento de habilidades e o protagonismo de nossos alunos”, reforça.

Além da exibição, os trabalhos do projeto Leitura na Caixa também estão sendo avaliados por alunos e professores da EEF Angelo Dognini. Dentro de critérios estabelecidos, todos vão poder eleger as caixas que melhor conseguiram reproduzir as obras lidas pelos estudantes, na mostra competitiva.

A ação foi tão bem aceita pela comunidade escolar que deve entrar no calendário da unidade de ensino. “O Brasil comemora em 29 de outubro o Dia Nacional do Livro. Então, para o ano que vem já estamos pensando na segunda edição da nossa Mostra Literária na última semana de outubro”, adianta o diretor. Para ele, “no chão da escola acontece o que é preciso: educação de qualidade. Só com educação – e leitura, consequentemente, formaremos cidadãos melhores”, finaliza Ivanor de Mendonça.

Publicidade
Últimas notícias

Prefeitura firma convênio com PM, CDL e Sindilojas para manutenção de câmeras OCR

Brusque vai melhorar a qualidade do monitoramento urbano com câmeras de tecnologia OCR usadas no trabalho de segurança das...
Publicidade
WhatsApp chat