Hospital Azambuja dá posse a nova diretoria clínica

Dr. Fabrício Capello Brasil e Dr. Giovanni Enrico Dias Favretto assumiram cargos de diretor clínico e vice-diretor clínico pelo período de dois anos

Publicidade
Utilidade pública

A noite de quinta-feira, 28 de outubro, foi marcada pela posse do diretor clínico e do vice-diretor clínico do Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux – Hospital Azambuja, Dr. Fabrício Capello Brasil e Dr. Giovanni Enrico Dias Favretto. Os médicos foram eleitos pelos demais profissionais do corpo clínico no mês de agosto e assumiram estes cargos junto à diretoria administrativa da instituição, em missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Florianópolis, Dom Wilson Tadeu Jönck, na Igreja Matriz Nossa Senhora de Azambuja. A celebração foi acompanhada por diversos médicos, diretores do hospital, familiares, amigos e comunidade.

Pe. Nélio, Dr. Giovanni (vice-diretor clínico) e Dr. Fabrício (diretor clínico). (Foto: Assessoria de Imprensa / Hospital Azambuja)

Na oportunidade, Dom Wilson ressaltou o trabalho médico realizado no hospital e a dedicação diária dos profissionais. “O médico está a serviço de todo o povo e, ao mesmo tempo, trata de cada pessoa, na sua particularidade da doença. A escolha do diretor e do vice-diretor clínico é um momento importante. São eles que se colocam à disposição de todos, para que tudo funcione, para trabalhar com a equipe a fim de que o objetivo da instituição aconteça, para que aquilo que o hospital sempre se propôs a fazer, permaneça, que é o de servir a todos os que lá chegam. Hoje o diretor e o vice-diretor clínico assumem esta missão e nós queremos que eles sempre tenham a disposição de se colocar a serviço de todos e a fazer com que seus pares também se coloquem à disposição daqueles que procuram por ajuda no momento da dor. E junto com os nossos cumprimentos vai a certeza do nosso apoio e da nossa oração ao Dr. Fabrício e ao Dr. Giovanni”, ressaltou o arcebispo.

A missa de posse foi concelebrada pelo diretor administrativo do Hospital Azambuja, Pe. Nélio Roberto Schwanke, pelo pároco do Santuário de Azambuja e reitor do Santuário e do Museu Dom Joaquim, Pe. José Henrique Casaniga e pelos padres Alvino Introvini Milani, Ciro Manoel de Oliveira, Francisco de Assis Wlock, Luiz Francisco Fraga e pelo diácono Alessandro.

Pe. Nélio, Ingo Fischer (provedor hospital), Dr. Giovanni (vice-diretor clínico) e Dr. Fabrício (diretor clínico). (Foto: Divulgação/Assessoria de Imprensa Hospital Azambuja)

Logo após a leitura do ato de posse, Dr. Fabrício Capello Brasil fez uso da palavra e se disse honrado em assumir a diretoria clínica do Hospital Azambuja, instituição em que atua há 12 anos. Ele também fez questão de agradecer ao médico Dr. Osvaldo Quirino de Souza, presente na celebração de posse, que lhe confiou a diretoria clínica do hospital no início deste ano, quando assumiu a Secretaria de Saúde do Município. “Agradeço a confiança do Dr. Osvaldo em me indicar para cumprir o término do seu mandato e também ao Dr. Giovanni, por prontamente concordar em dividir comigo a responsabilidade da diretoria clínica pelos próximos dois anos. Após o término desse curto mandato em que eu era substituto, fui eleito pelos meus companheiros de profissão para ocupar o cargo até 2023. Sou muito grato por este reconhecimento e prometo me esforçar para retribuir a confiança que em mim depositaram, para lhes ajudar no que for preciso a fim de alcançarmos um futuro ainda melhor. Hoje é um dos dias mais importantes da minha vida, estou pleno de alegria, fé e confiança. Tenho muito orgulho de fazer parte desta grande casa, que não recusa o acolhimento. Ela é uma construção sempre em expansão, um organismo vivo, onde cada um de nós contribuímos. A instituição é maior que os homens, nós passamos, ela permanece. E com esse espírito de perenidade e a proteção divina, tenho certeza que a tornaremos ainda melhor, mais forte, mais humana e mais fraterna”, comentou.

Da mesma forma, Dr. Giovanni Fravretto ressaltou sua satisfação em assumir a vice diretoria clínica do Azambuja. “Fico muito feliz pelo convite da instituição, por este crédito que recebemos, eu e Dr. Fabrício, e queremos honrar esta missão que nos foi dada, com a intenção de tentar sempre ajudar o próximo, a multidão e os indivíduos. Como disse Dom Wilson, nosso propósito é propagar este serviço que o Hospital Azambuja presta para toda sociedade, da melhor forma, a cada dia que passa”, frisou.

O diretor administrativo, Pe. Nélio, enalteceu a importância da diretoria clínica para o bom andamento dos trabalhos da instituição. “Hoje é um momento de fato significativo para o hospital. O diretor clínico tem o seu papel, que é insubstituível dentro da instituição. Essa ligação entre o corpo médico, a diretoria administrativa, a própria Diocese, são papéis que só ele pode fazer, então sem dúvida que para os médicos e para o hospital como um todo, é um cargo muito importante. E por ser importante, o hospital procura valorizar também esse trabalho, que tem o objetivo de congregar o corpo médico com a diretoria administrativa. Espero que o Dr. Fabrício e o Dr. Giovanni consigam desenvolver de forma adequada a diretoria clínica e se sintam bem em fazer este trabalho”, complementou.

Dr. Fabricio e Dr. Giovanni atuarão na diretoria clínica do Hospital Azambuja até outubro de 2023.

Missa nem Azambuja. (Foto: Divulgação/Assessoria de Imprensa/Hospital Azambuja)

Reportagem em áudio:

Publicidade
Últimas notícias

Prefeitura de Brusque organiza consulta pública sobre transporte coletivo

O transporte público coletivo de Brusque deve passar, em breve, por grandes mudanças, que visam proporcionar mais eficiência, conforto...
Publicidade
WhatsApp chat