26.9 C
Brusque
domingo, abril 21, 2024
InícioNotíciasSegurança PúblicaPolícia Civil efetua prisão de motorista em investigação de falso roubo de...

Polícia Civil efetua prisão de motorista em investigação de falso roubo de carga, encontrada em Brusque

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

Nesta quarta-feira (29), policiais civis da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC), realizaram a 2ª fase da operação contra um grupo criminoso responsável por um furto de carga têxtil ocorrido no dia 11 de novembro, em Navegantes.

A ação ocorreu em Navegantes, com o apoio do Setor de Investigação e Captura de Itajaí. Policiais civis cumpriram um mandado de prisão preventiva contra o motorista que registrou a falsa comunicação de crime. Ao contrário do que narrou no Boletim de Ocorrência, foi comprovado que o motorista agiu ativamente na subtração da carga de poliéster avaliada em R$ 250 mil.

Além da prisão dos integrantes da quadrilha, a investigação teve êxito na recuperação completa da carga. Os indiciados confessaram o envolvimento no crime.

A investigação realizada pela DFRC/DEIC iniciou após a notícia de roubo de carga de poliéster ocorrido no dia 11 de novembro. Com o aprofundamento das investigações, foi possível identificar inicialmente três envolvidos no crime. O veículo utilizado pelos autores também foi identificado e localizado. A carga de cerca de 23 toneladas de poliéster foi retirada do Porto de Navegantes e tinha como destino Botuverá.

O motorista alegou ter sido abordado na BR-470 e mantido refém até o dia seguinte, quando foi abandonado em Nova Trento. A investigação, após reunir provas, representou pela prisão dos autores e mandados de busca e apreensão, que foram cumpridos.

Além do cumprimento das três prisões, na continuidade das diligências foi possível identificar o receptador. Na verificação realizada em uma empresa de fiação na cidade de Brusque a carga foi localizada e apreendida. O proprietário confirmou ter comprado de um dos homens presos.

Publicidade
WhatsApp chat