Saúde de Brusque orienta para atendimento de casos de influenza H3N2

Publicidade
Utilidade pública

Atenta ao surgimento do surto da gripe influenza do tipo H3N2, a Secretaria de Saúde de Brusque está tomando todas as atitudes necessárias para melhor atender a comunidade usuária do sistema público de saúde e minimizar os danos à população.

O Secretário de Saúde, Osvaldo Quirino de Souza, explica que as Unidades Básicas de Saúde (UBS) possuem uma capacidade reduzida de atendimento, de 10 pessoas por período, tanto pela manhã quanto à tarde. “Fora isso, vamos manter um centro de testagem, não de triagem, que funcionará no Pavilhão da Fenarreco e será uma referência”, reforça.

Segundo ele, pelo protocolo estabelecido, a pessoa que tiver os sintomas vai na UBS, no Pronto-Atendimento que funciona na Policlínica, no Centro, das 13 às 22h30, ou nos hospitais e, mediante um pedido médico, vai se dirigir a este local para fazer a sua testagem.

Cabe ressaltar que não estão sendo feitas testagens para influenza em nenhum local. O diagnóstico se dá por exclusão. “Quando o paciente fizer o teste do Covid-19 e ele der negativo, tem-se quase a certeza de que se tratará da influenza. Pedimos a compreensão da comunidade, pois estamos em uma fase de transição, a pandemia não acabou, diminui a agressividade em função do avanço da vacinação, mas ela não acabou”, enfatiza o secretário de Saúde.

Por isso mesmo, ele reitera o pedido para a população manter as medidas de proteção contra a Covid-19, ao utilizar máscara e álcool em gel, evitar aglomerações e festas. “Sempre lembrando que com qualquer sintoma, o cidadão pode procurar os locais de referência, com calma e paciência, pois todos serão atendidos. Já estamos tomando todas as providências para que esses problemas sejam sanados com a maior antecedência possível”, acrescenta Osvaldo Quirino de Souza.

Tamiflu

O titular da Secretaria de Saúde ressalta, ainda, que o medicamento Tamiflu, utilizado para o tratamento da gripe, está em falta em todo o Brasil. “O Governo do Estado disponibilizou para Brusque mil comprimidos, porém, esse quantitativo esgotou-se rapidamente. No entanto, há possibilidade de que chegue novas remessas do medicamento e assim, tão logo tenhamos condições, vamos voltar a ofertá-lo à população”, menciona.

Importante, também, lembrar que os casos mais graves devem ser encaminhados para os hospitais Dom Joaquim e Azambuja, que estão de portas abertas.

Osvaldo Quirino ressalta, ainda, que também há médicos com problemas de saúde, e por isso, sem poder exercer suas funções. “Nesta terça-feira (04), por exemplo, estamos com seis médicos afastados e, em função do período de férias, também tem dificuldade para recolocar esses profissionais. Mas asseguramos nossa preocupação e nosso compromisso com a população para que todas as medidas sejam tomadas e ninguém fique desassistido”, finaliza.

Publicidade
Últimas notícias

Receita abre consulta para lote residual de restituições na segunda

A Receita Federal vai liberar nesta segunda-feira (24) de manhã a consulta ao lote residual de restituições do Imposto...
Publicidade
WhatsApp chat