Governador assina o lançamento do edital de licitação da Barragem de Botuverá

A barragem de Botuverá será estratégica no que se refere à segurança do abastecimento dos municípios da região.

Publicidade
Utilidade pública

Santa Catarina vai contar com um reforço importante para garantir mais segurança no abastecimento de água e proteção a desastres naturais como as enchentes. Com um investimento de aproximadamente R$ 110 milhões, o governador Carlos Moisés lançou nesta quinta-feira, 17, o edital de licitação para a construção da Barragem de Botuverá. A obra, que faz parte do Planejamento Hídrico do Estado de Santa Catarina, beneficiará os municípios de Botuverá, Brusque, Itajaí e Balneário Camboriú.´

“Essa é mais uma obra histórica que estamos tirando do papel. É resultado do trabalho de gestão eficiente que garante recursos para atender demandas como esta. Colocar fim na espera pela obra é garantir um futuro com mais segurança e qualidade de vida para a população de toda essa região”, frisa o governador Carlos Moisés.

A barragem de Botuverá será estratégica no que se refere à segurança do abastecimento dos municípios da região. A capacidade da estrutura é para um volume acumulado de água de 15,7 hm³, atendendo a uma população de cerca de 1.410.000 habitantes. Outra função importante da barragem será atuar na contenção das cheias no Vale do Itajaí.

Para o prefeito de Botuverá, Alcir Merizio, a tarde desta quinta-feira, 17, representa muito para o município e para a região. “Essa obra, aguardada há tanto tempo, representa a luta de pessoas que passaram a vida toda para construir suas casas, e, muitas vezes, da noite para o dia, viram a água levar tudo. A barragem vai trazer, acima de tudo, proteção para as famílias”, discursa.

A obra 

A estrutura terá comprimento total de 138 metros, 36 metros de altura e uma área inundada de 113 hectares. Além da construção da estrutura da barragem, o projeto prevê melhorias no sistema viário, com a implantação de novas estradas, e também ampliação da rede elétrica, com redes adicionais de suprimentos e uma subestação transformadora. O prazo de execução da obra é de 24 meses. 

“Esse é mais um passo que o Governo de Santa Catarina e a Casan dão para garantir mais investimentos para segurança hídrica no estado. A barragem será mais uma alternativa para fornecer água nos próximos anos para os municípios catarinenses, especialmente os do litoral Norte”, destaca a presidente da Companhia, Roberta Maas dos Anjos.

Fonte: Governo do Estado de SC.

Publicidade
Últimas notícias

Brusque FC encerra preparação para encarar o Vasco fora de casa

Na manhã desta quarta-feira (25), o Brusque FC encerrou a preparação para encarar o Vasco, pela nona rodada do...
Publicidade
WhatsApp chat