Mais de 50 mil pessoas passam pela 28ª Fenajeep

Maior evento off-road da América Latina encerrou neste domingo, com premiação dos pilotos campeões

Publicidade
Utilidade pública

Encerrou no final da tarde de domingo, 19 de junho, a 28ª Festa Nacional do Jeep – Fenajeep. O evento, considerado o maior do segmento off-road da América Latina, não havia sido realizado desde 2019 e entrou para a história superando diversos recordes.
Realizada desde quarta-feira, 15 de junho, no Pavilhão da Fenarreco, em Brusque (SC), a edição reuniu amantes do mundo off-road de diversos estados do Brasil e da América Latina. Ao longo de cinco dias, mais de 50 mil pessoas passaram pelo local.
A despedida da 28ª Fenajeep foi marcada pela solenidade de arriamento da Bandeira Nacional, um dos símbolos da festa, seguida da premiação dos campeões das provas de Jeep Cross, Gaiola Cross, Desafio Fenajeep e UTV – a grande novidade. “Este ano a Fenajeep quase não aconteceu, foi organizada em dois meses, graças ao empenho da Comissão Organizadora e das demais equipes de profissionais envolvidos. Tivemos recorde de público, recorde de competidores, salão de expositores cheio e o evento lotado em todos os dias. Tudo isso contribuiu para a economia da cidade e da região. Estamos muito felizes que tudo ocorreu bem e que o evento foi encerrado com chave de ouro”, avaliou o presidente da Comissão Organizadora da 28ª Festa Nacional do Jeep, Rafain Walendowsky.
Depois de cinco dias de muita emoção e adrenalina, as palavras do presidente eram de gratidão. “O nosso muito obrigado a todos os participantes, expositores, competidores, integrantes dos passeios e o público em geral. A Fenajeep é o maior evento off-road porque ela agrada a todos, desde os que curtem adrenalina, trilhas mais pesadas, até os que gostam do contato com a natureza, e querem conhecer mais sobre o segmento. Sem essas pessoas e sem todo o apoio dos profissionais que atuam, o evento não aconteceria”, completou.

Novo local
A partir de agora, a Comissão Organizadora inicia os preparativos para a 29ª Fenajeep, que deve ser realizada entre os dias 7 e 11 de junho de 2023, feriado de Corpus Christi. A expectativa é que o evento aconteça em novo local: uma das áreas do Complexo Chico Wehmuth, na Estrada da Fazenda, localidade de Volta Grande, no bairro Bateas, em Brusque. “Lá o desafio é um pouco maior, por ser um espaço novo, diferente daqui do Pavilhão da Fenarreco, que já conhecemos. A ideia é termos já para este ano a pista das disputas montada, antes da edição de 2023. Aproveito e deixo o convite para todo o público se programar e prestigiar a 29ª Fenajeep, neste novo local, que terá uma estrutura melhor. Lá queremos fazer a maior Fenajeep e de todos os tempos, com padrão de nível internacional”, projeta Rafain.

Quebra de recordes
Para o diretor de pista da 28ª Fenajeep, Claudiomir Reitz, o Kiko, já era previsível a quebra de recordes. Mais do que o comprometimento dos pilotos em se tornarem protagonistas depois de dois anos sem evento, o circuito fechado da prova também foi planejado para performances técnicas e rápidas.
“A pista era mais larga e tinha quatro semirretas, possibilitando ao piloto usufruir de toda a potência do motor, sem descartar a técnica da direção pelos paredões, que foram reforçados”, conta Kiko.
Já o UTV, modalidade estreante nesta edição da Festa Nacional do Jeep, mostrou que veio para ficar e a expectativa é que dobre o volume de inscrições em 2023. “Foi uma categoria experimental, que deu muito certo. Os pilotos gostaram e a Comissão Organizadora está feliz com o resultado. O UTV corre em forma de rally, em circuitos abertos de velocidade. Aqui, ele foi colocado em um circuito fechado e contra o relógio, algo inédito no país”, enfatiza Kiko.

Pilotos campeões
O vencedor do Jeep Cross categoria Turbo é piloto experiente na Fenajeep. Pela terceira vez, subiu ao lugar mais alto do pódio o paulista Diego Maia Vicente, o Pica-pau. “Espero o ano inteiro para participar e ser campeão da Fenajeep, que é diferente de todas as outras provas. Hoje me concentrei, para que nada desse errado. Felizmente, alcancei o objetivo. A pista estava muito boa e rápida”, elogia Pica-pau.
No Jeep Cross categoria Aspirado, o vencedor foi Silvio Ambrosi, o Tivy, de Veranópolis (RS). “É muito bom sentir essa emoção. Estou feliz por ter conquistado mais um título na Fenajeep, que é a nossa cereja do bolo, a maior festa da América Latina”, diz o piloto, que levou a taça de primeiro lugar pela sexta vez.
Reginaldo Machado Schunk foi o campeão do Gaiola Cross, na categoria Turbo. Ele, que vem da cidade de Juquitiba (SP), fala da satisfação de vencer a Fenajeep pela quarta vez. “Estou muito feliz. Foram dias de adrenalina e grande emoção. É maravilhoso estar em Brusque”, revela.
No Gaiola Cross categoria Aspirado, quem levou a melhor foi o piloto Lucas Tomasi, de Brusque. “Ganhar na Fenajeep era o meu sonho de infância, que hoje realizo pela segunda vez. A pista estava excelente, fluiu bem e não deu nada errado”, afirma.
O UTV, modalidade estreante na Fenajeep, já fez seu primeiro campeão, o brusquense Eduardo Bianchini, o Dudu. “Em 2019 corri no Gaiola e fiquei em terceiro lugar. Naquela época tinha chance de ganhar, mas meu carro quebrou. Hoje, vivo o sonho de vencer na Fenajeep, esta festa grandiosa, em uma nova categoria. Quero que o UTV cresça e nós estamos no caminho de algo que veio para ficar”, aposta o piloto.

Por fim, foram premiados os vencedores do Desafio Fenajeep. Na categoria Stock, o campeão foi Diego Vinícius Ferro, de Curitiba (PR). “Sou vencedor pela segunda vez. Mas, em 2022, vi uma prova bastante competitiva. Acho que a torcida do público fez bastante diferença nesta vitória”, relata.
No Desafio Fenajeep categoria Master, o campeão foi Alexsandro Lopes Ferreira. “É uma emoção muito forte vencer na maior prova da América Latina. A pista estava pesada e técnica. Mas demos o nosso melhor e, graças a Deus, conseguimos chegar”, expressa.
E teve estreia no pódio mais sonhado pelos jipeiros do país. Francisco Carlos Gervásio Júnior venceu o Desafio Fenajeep na categoria Força Livre. “Foi uma disputa acirrada. O piloto que ficou em segundo lugar me ensinou a correr. Mas, desta vez, tive sorte. Sou campeão brasileiro nesta categoria, mas Fenajeep é Fenajeep”, disse ele, se referindo a importância do evento.

Confira as colocações dos Campeões XXVIII Fenajeep:

UTV (categoria única)
1º Lugar – Eduardo Bianchini
2º Lugar – Cristiano Vicente
3º Lugar – Claudir Heil
4º Lugar – Ederson Girardi
5º Lugar – Parley Fiamoncini

Gaiola Cross – Categoria Aspirado
1º Lugar – Lucas Tomasi
2º Lugar – Lucas Henrique Lang
3º Lugar – Fábio Bannwart de Oliveira
4º Lugar – Ronaldo machado Schunk
5º Lugar – Marco Aurélio Mega

Gaiola Cross – Categoria Turbo
1º Lugar – Reginaldo Machado Schunk
2º Lugar – Fabiano Domingues de Oliveira
3º Lugar – José Carlos Bombecini Júnior
4º Lugar – Fábio Domingues de Oliveira
5º Lugar – Rene Jorge Heberle

Jeep Cross – Categoria Aspirado
1º Lugar – Silvio Ambrosi
2º Lugar – Osmar Martignaro Júnior
3º Lugar – Rodinei Bottega
4º Lugar – Diego Maia Vicente
5º Lugar – Cleiton Stedile

Jeep Cross – Categoria Turbo
1º Lugar – Diego Maia Vicente
2º Lugar – Eduardo Boer
3º Lugar – Ed Carlos de Oliveira Marques
4º Lugar – Renato Grunech
5º Lugar – Cleiton Stedile

Desafio Fenajeep – Categoria Stock
1º Lugar – Diego Vinícius Ferro
2º Lugar – Daniel Alberto Zen
3º Lugar – Fernando Teixeira

Desafio Fenajeep – Categoria Master
1º Lugar – Alexsandro Lopes Ferreira
2º Lugar – Paulo Ziober Júnior
3º Lugar – Alfredo Fritzke Neto

Desafio Fenajeep – Categoria Força Livre
1º Lugar – Francisco Carlos Gervásio Júnior

Fonte: Assessoria de Imprensa – Fenajeep.
2º Lugar – Anderson Rafael Darros
3º Lugar – Rodrigo Campos Lima

Rally de Regularidade – Categoria Força Livre/Master
1º Jose Andrade Junior / Bernardo Schafer Andrade – Piratuba (SC)
2º Leandro Pereira Moor / Ivo Renato Mayer – Apucarana (PR)
3º Flávio Roberto Kath / Rafael Pinto – Blumenau (SC)
4º Leandro Rodrigo Riffel / Michael Masson – Piratuba (SC)
5º Deonilson Salla / Leandro Macedo Ferreira – Curitiba (PR)

Rally de Regularidade – Categoria Graduado
1º Eder Reis / André Tondin – Brusque (SC)
2º Lauro Papael Gomes / Kassiano Kerber – Itapema (SC)
3º Orli Ademir Katzer / Gustavo Henrique Katzer – São Bento do Sul (SC)
4º Robson Batista / Elaine Cristina Simoes – Curitiba (PR)
5º Maercio Fernandes Raposo / Celso Watashi – Araruama (PR)

Rally de Regularidade – Categoria Turismo
1º Vinicius Parizotto Gustman / Felipe Tavares – Castro (PR)
2º Marcelo Cominesi / Lucas Cominesi – Ivai (PR)
3º Ramon Oliveira de Souza / Diógenes Pegoraro – Tubarão (SC)
4º Camilo de Lelis Oliveira / Giulliano Deleles Oliveira – Curitiba (PR)
5º Carlos Alberto Volpato / Carlos Alberto Volpato Filho – Tubarão (PR)

Rally de Regularidade – Categoria Novatos
1º Edson Pfutzenreuter Júnior / Bruno Eduardo Lindemann – Itajai (SC)
2º Pedro Henrique Abram / Nicole Laynes – Pinhais (PR)
3º Silveira Colonetti / Andre Vanor Pacheco – Içara (SC)
4º Evaldo Martin Schulze / Isadora Godoy Schulze – Caçador (SC)
5º Kleber Rodrigues de Bairros / Fabiane Trento – Laranjeiras do Sul (PR)

Publicidade
Últimas notícias

Barateiro Havan Futsal finaliza preparação para duelo contra o Stein Futsal

Após perder em casa por 1 a 0 no último sábado (2), diante do Cianorte (PR), a equipe do...
Publicidade
WhatsApp chat