12.5 C
Brusque
terça-feira, julho 23, 2024
InícioNotíciasGeralAcadêmicos da UNIFEBE detalham projeto para construção de área de lazer na...

Acadêmicos da UNIFEBE detalham projeto para construção de área de lazer na Associação de Moradores do bairro Planalto

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

A Associação de Moradores do bairro Planalto foi o case desta edição do Executa, atividade realizada pelos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil do Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE). Com o apoio da Prefeitura de Brusque e supervisão dos professores dos cursos e dos coordenadores Vivian Siffert Wildner e Marcelius Oliveira de Aguiar, os acadêmicos analisaram o terreno, detalharam os projetos e levantaram o quantitativo de materiais para a construção da área de lazer da Associação de Morados do bairro Planalto.

O resultado foi apresentado para a Associação que, além da nova planta do espaço, recebeu uma maquete conceitual do ambiente projetado pelos estudantes, a partir do estudo realizado pela Prefeitura de Brusque. José Carlos Bittencourt, presidente da Associação de Moradores do bairro Planalto, agradeceu a iniciativa. “A UNIFEBE é uma instituição que tem uma importância muito grande para a nossa comunidade. Para nós, foi um orgulho receber o apoio da universidade”, afirma José.

O Executa

Realizado anualmente pelos cursos, o Executa busca instigar os acadêmicos a aplicar na prática os conhecimentos adquiridos ao longo do curso, resolvendo problemáticas reais da profissão.

Nesta edição, os professores utilizaram a metodologia ativa Team Based Learning– Aprendizagem Baseada em Equipes (TBL), que tem como foco o trabalho em grupo, instigando o indivíduo a explorar suas habilidades individuais. Para isso, os cursos simularam um grande escritório de projetos dividido em setores como paisagismo e horta, parque ao ar livre, edificação – fundação, estrutura e acabamentos, projeto hidrossanitários e de instalações elétricas, topografia, pavimentação e drenagem e maquete física. Dentro de cada setor os alunos puderam escolher suas funções, que poderiam ser de líder, orador, desenhista, analista ou orçamentista.

O acadêmico da 6ª fase de Engenharia Civil, João Henrique de Souza, revela que a divisão de acordo com as habilidades e competências de cada um, possibilitou uma importante troca de conhecimentos. “Fomos auxiliados por colegas da 8ª e 10ª fase que nos passaram novos conceitos e por conta disso, foi um momento de muito aprendizado. Acredito que já teremos uma boa base teórica quando chegarmos nesse estágio do curso”, reconhece João.

A coordenadora de Engenharia Civil, professora Vivian Siffert Wildner, destaca que os acadêmicos tiveram a oportunidade de desenvolver o aprendizado de forma cooperativa. “Para concluir todas as etapas eles tiveram que aguardar projetos de outras equipes e precisaram compartilhar informações e decisões, entendendo a dependência dos processos em um grande escritório. Os acadêmicos se empenharam para entregar os projetos e/ou maquete ao cliente real em tão pouco tempo, e os representantes da comunidade ficaram muito satisfeitos por terem tantos alunos da UNIFEBE trabalhando para auxiliar em um projeto para a comunidade”, salienta Vivian.

Até chegar ao resultado final, os acadêmicos contaram com o apoio da Secretaria de Infraestrutura (SIE), que disponibilizou o projeto feito pelo próprio município. Os estudantes também fizeram o levantamento topográfico do espaço e utilizaram os programas AutoCad, Revit, Sketchup, Civil 3D, AltoQi Lumine e Alto Qi Eberick para desenvolver o projeto.

Segundo o professor Marcelius Oliveira de Aguiar, coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo, o grande diferencial do Executa é proporcionar que os alunos aprendam o conteúdo teórico na prática e desenvolvam habilidades a partir disso. “Foi uma experiência enriquecedora para os acadêmicos, pois eles puderam ver algo que foi projetado com muito critério e fundamentação ser transformado em realidade. Cada detalhe do que foi realizado foi desenvolvido pensando em cada cidadão que usará o espaço, mostrando que a UNIFEBE é uma instituição que visa trazer benefícios contínuos para a comunidade”, orgulha-se Marcelius.

Para a acadêmica da 2ª fase de Arquitetura e Urbanismo, Milena Justi de Mello, o Executa é uma das oportunidades mais interessantes que a UNIFEBE proporciona. “Foi desafiador em muitos momentos, mas o resultado final nos fez perceber que todo esforço valeu a pena. A possibilidade de engajar com outras turmas, de nos desafiar a trabalhar em grupo e de assumir responsabilidades tão cedo foi, com toda certeza, o que mais agregou no nosso futuro como profissionais, principalmente o lidar com o outro, com opiniões diferentes, com problemas que às vezes fogem do nosso controle, e entender que tudo tem solução quando percebemos que podemos fazer muito mais quando escolhemos confiar no potencial do próximo e trabalhar em conjunto”, complementa Milena.

O material apresentado foi entregue à Associação de Moradores do bairro Planalto, que agora está viabilizando os recursos para a execução. 

Publicidade
WhatsApp chat