18.5 C
Brusque
segunda-feira, junho 24, 2024
InícioNotíciasGeralMorre ‘Mãe Cida”, do Jardim Planalto, no Limoeiro, aos 68 anos

Morre ‘Mãe Cida”, do Jardim Planalto, no Limoeiro, aos 68 anos

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

Maria Aparecida Ramos Pinto era conhecida por seu atendimento na Umbanda há mais de 45 anos

“O homem só precisa ter mais discernimento e aprender a respeitar o próximo”. Assim era a frase que melhor poderia descrever ‘Mainha Cida’. Moradora do Planalto, Maria Aparecida Pinto Ramos faleceu na segunda-feira de manhã, aos 68 anos, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

O velório ocorre na Capela Santa Terezinha e o sepultamento será às 16h desta terça-feira, 24, no cemitério municipal Parque da Saudade.

‘Mãe Cida’ atendia no Jardim Planalto, local popularmente conhecido por conta dos longos anos de portas abertas não só às pessoas da cidade que visitavam seu espaço, mas, também, quem vinha de longe para vê-la.

“Ajudar o próximo, fazer o bem sem olhar a quem”. Esse era o lema e a filosofia de vida de ‘Mainha Cida’ através da sua dedicação com a religião que a acolheu há 40 anos – a Umbanda. Seu espaço era democrático e especial. “Meu terreiro está aberto aqui nessa rua há 15 anos, mas já estou em Brusque há 19 anos atendendo e há 40 anos na espiritualidade”, contou Cida em entrevista concedida em 2017.

Conforme a família, Cida passou mal na tarde de quinta-feira (19), e foi levada ao hospital, onde foi constatado um AVC. Na sexta-feira foi transferida para a UTI e no domingo voltou ao quarto, onde se sentia bem e até conversava. Na segunda-feira seria sua alta, mas, pouco depois 6h da manhã sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

Despedida

O velório ocorre na Capela Santa Terezinha. O sepultamento será às 16h desta terça-feira (24), no cemitério municipal Parque da Saudade. 

Mãe Cida em sua residência onde atendia às pessoas, no Planalto. (Foto: Arquivo Pessoal)
Publicidade
WhatsApp chat