14 C
Brusque
domingo, maio 19, 2024
InícioNotíciasEducaçãoCoordenação Regional de Educação segue com plano de reformas nas escolas, para...

Coordenação Regional de Educação segue com plano de reformas nas escolas, para substituir telhados, rede elétrica, áreas de convivência e acessibilidade

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

A Coordenadoria Regional de Educação – CRE continua empregando ações e planos para reforma de escolas da rede. Em Brusque e nos municípios vizinhos foi realizado um levantamento que demonstrou as principais demandas. As necessidades se assemelham ao quadro de escolas da rede pública, seja municipal ou estadual.

Sede da Secretaria Regional de Educação em Brusque no bairro Jardim Maluche (Foto: Diplomata FM)

Como são instituições educacionais antigas, os padrões básicos como telhado, sistema elétrico, drenagem e acessos, o plano de reforma exige a troca de todo material. Não só pelo tempo de instalação e os padrões antigos, como no caso da rede elétrica (que não suporta a carga para o uso de condicionadores de ar), mas em função do histórico climático da última década. As escolas foram atingidas por inúmeras intempéries: chuvas fortes e ventos – que muitas vezes resultam no deslocamento das estruturas, ou até mesmo no risco de colapso.

Conforme a CRE, no início da gestão do governador Jorginho Mello, um levantamento técnico foi realizado em todas as escolas. Profissionais do setor de engenharia do próprio governo, acompanhados dos gerentes de educação, fizeram o levantamento da real situação.

As obras já tiveram início e as demandas ficam sempre condicionas às condições do tempo. Na semana passada, o órgão regional iniciou a troca de telhado do bloco 1 da escola Dom João Becker.

A chuva da primeira semana de outubro que caiu no Vale do Itajaí provocou de transtornos pelos problemas de infiltração. De acordo com Regional, o plano estava em andamento antes mesmo das chuvas, que chegaram e impediram os trabalhos. A ação é empregada através do chamado de Ato de Manutenção, que envolve recursos próprios do governo, sem licitação.

O trabalho na Dom João Becker continua e já avança para o segundo bloco. O modelo de trabalho empregado na referida unidade se dará nas demais escolas da rede estadual. A intenção do governo é atender inicialmente educandários que estejam em situações precárias com as condições de telhado, energia elétrica, drenagens e pavimentos (envolvendo ginásio esportivos também).

No caso das coberturas (telhados), as telhas estão sendo substituídas por placas com revestimentos térmicos, mais seguros e de rápida colocação.

Nesta semana a frente de trabalho teve andamento. As ações foram realizaram na Escola Francisco de Araújo Brusque, no bairro São Luiz. O educandário está recebendo a troca das janelas (para maior ventilação), de madeiras para vidraças e a reconstrução de toda calçada e pavimento de acessibilidade.

Troca de janelas de madeira para vidraças na escola Francisco Araújo Brusque, no bairro São Luiz (Foto: Secretaria Regional Educação/Divulgação)

Os trabalhos também estão em andamento na Escola Padre Luz, no bairro Azambuja. Conforme a coordenação regional, a unidade está também recebe um novo telhado, já com o planejamento total de reforma em vista.

Novo telhado da Escola Padre Lux no bairro Azambuja (Secretaria Regional Educação/Divulgação)

Outra frente de trabalho que teve continuidade e conclusão foi escola Feliciano Pires. A unidade receberá o novo sistema elétrico, que estava na pauta desde 2019. Além disso foi realizada toda a reforma da fossa devido ao vazamento antigo, que atingia a via pública.

A unidade também teve o concerto do telhado do ginásio e de uma sala de aula, por conta de infiltração. As obras acontecem mediante plano de remanejamento de turmas e readequação de espaços, para que os alunos não fiquem sem aulas e não sofram prejuízos no calendário letivo.

Publicidade
WhatsApp chat