14 C
Brusque
domingo, maio 19, 2024
InícioNotíciasGeralSociedade do Pelznickel fecha temporada 2023 com desfile pelas ruas de Guabiruba

Sociedade do Pelznickel fecha temporada 2023 com desfile pelas ruas de Guabiruba

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

Nem mesmo o forte calor impediu que os voluntários fizessem um lindo desfile na tarde deste domingo, 24, véspera de Natal

Para fechar a temporada de Natal 2023, a Sociedade do Pelznickel foi às ruas de Guabiruba (SC) realizar o tradicional desfile do dia 24 de dezembro. Nem mesmo o forte calor que fazia na cidade nesta véspera de Natal, impediu que os voluntários fizessem um lindo desfile.

Pelas calçadas, dentro dos cercados e até mesmo nas ruas, crianças, adultos e idosos esperavam ansiosos pela passagem do grupo que saiu da Pelznickelplatz por volta das 14h e percorreu os bairros da cidade. Durante o percurso, o Papai Noel e as Christkindls fizeram a alegria de todos que os aguardavam distribuindo balas, pirulitos, doces de Natal e brinquedos. E os Pelznickels completaram o desfile com os sustos, que já são tradicionais.

Assim como nos demais anos, o desfile seguiu sentido ao Centro, indo em direção ao bairro São Pedro, Alsácia e Lorena. Na sequência, foi até o Holstein e retornou à Casa do Papai Noel do Mato. Durante o trajeto, o grupo realizou alguma paradas para distribuir presentes pedidos nas cartinhas durante a Pelznickelplatz.

“Como de costume, tivemos nesse ano algumas cartinhas deixadas pelas crianças na Pelznickelplatz que foram adotadas por diferentes visitantes. Algumas dessas pessoas, optaram por comprar os presentes e trazê-los até nós, para que realizássemos as entregas. Além disso, também temos algumas residências que, desde que iniciou o desfile, a Sociedade realiza a entrega de presentes nesta data. Então hoje, por conta de toda a ajuda, da disposição e da força de vontade dos voluntários, mesmo debaixo de tanto sol, nós deixamos mais felizes diversas crianças da cidade. Isso sem contar as balas, doces e até mesmo bolas que distribuímos durante todo o percurso que fizemos”, ressaltou o vice-presidente da Sociedade do Pelznickel, Jocimar Fischer.

Apesar do medo de perder a chupeta, Alice Barros de Souza, de apenas 5 anos, estava na calçada de casa esperando a chegada do Pelznickel. Natural do interior do Paraná, este foi o primeiro ano em que ela teve contato com o Papai Noel do Mato. “Fiquei muito assustada na primeira vez que vi, porque são grandes e fazem barulhos estranhos. Mas hoje eu quis esperar para entregar a minha chupeta. Deu um pouco de medo, mas depois passou”, disse Alice feliz segurando as guloseimas que ganhou do Papai Noel e da Christkindl.

Denis Fischer, voluntário da Sociedade do Pelznickel há 19 anos, conta que o desfile do dia 24 de dezembro é de extrema importância para manter viva a tradição que ele faz questão de contar e mostrar para o filho, de apenas 6 anos, assim como aprendeu com os seus avós.

“Participo do desfile e da Sociedade como uma forma de homenagear os meus avós que já se foram. Para mim, é uma data muito especial quando chega o Natal e é por isso que tenho tanto amor no que faço aqui hoje. Nós, enquanto Pelznickels, fizemos junto aos pais a cobrança com as crianças de ser bom aluno, respeitar os mais velhos, que obedecem e levo isso para todas elas, assim como aprendi com os meus avós. E é isso que eu passo e mostro para o meu filho”, relatou.

“Estamos aqui voluntariamente e é claro que às vezes é cansativo carregar todo esse peso da roupa, principalmente em um dia quente igual a hoje, mas se nós fizermos por amor, nada disso se torna cansativo”, complementou Denis, emocionado.

Publicidade
WhatsApp chat