25.7 C
Brusque
terça-feira, fevereiro 27, 2024
InícioNotíciasGeralEstudantes do Colégio São Luiz vivem novas experiências em intercâmbio nos Estados...

Estudantes do Colégio São Luiz vivem novas experiências em intercâmbio nos Estados Unidos

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

Os primeiros 15 dias dos estudantes do Colégio São Luiz nos Estados Unidos, foram repletos de novas experiências e aprendizados que ficarão marcados para sempre na memória dos alunos. Acompanhados da coordenadora do Programa Bilíngue, professora Mariane Werner Zen, os jovens Ana Alice Sevegnani, Helena Luiz Dadam, Maria Clara Dell’ Agnolo e Wilson Mário Sgrott Netto, chegaram em Southaven, no Mississipi, no dia 5 de janeiro, onde já conheceram a estrutura da Sacred Heart School, seus novos professores e colegas de classe.

No primeiro final de semana, a programação dos alunos contou com uma visita às luzes de Natal do Zoológico de Memphis em uma visita noturna, acompanhados por professoras da escola norte americana e alunos. Durante o passeio, os estudantes também tiveram a oportunidade de patinar no gelo em uma pista montada dentro do Zoo. Além disso, no domingo, 7, o grupo foi à missa na igreja Christ the King celebrar com a comunidade local o Dia de Reis (comemorado em 6 de janeiro). Na paróquia, a data é comemorada com as figuras dos Reis Magos chegando a cavalo e trazendo presentes às crianças, o que proporcionou aos estudantes do Colégio São Luiz vivenciarem uma experiência cultural diferente.

As aulas

As aulas na Sacred Heart School iniciaram na segunda-feira, 8 de janeiro. Cada aluno intercambista ficou em uma turma diferente, seguindo seus horários e rotina diária, que iniciam sempre às 7h30 na sala do professor regente de sua turma. “A cada 45 minutos, com o toque do sinal, todos os alunos mudam de sala, e vão para as salas das disciplinas específicas. Diferente do que acontece conosco no Brasil, em que são os professores que trocam de sala. Além disso, nos Estados Unidos, as aulas são das 7h30 às 15h, com um total de seis aulas, e um intervalo para almoço”, descreve a coordenadora do Programa Bilíngue.

As disciplinas ao longo do dia são Inglês, Matemática, Estudos Sociais, Ensino Religioso, Ciências, Espanhol, Música, Educação Física, e Orientação Educacional. “Na primeira semana de aula, nossos alunos intercambistas participaram de todas as aulas de maneira ativa e colaborativa, interagindo com os professores e colegas de classe. Ganharam exemplares dos livros para usarem durante as aulas, e acesso às plataformas digitais da escola. E como qualquer aluno regular, também receberam tarefas para fazer em casa”, completa.

Outra experiência dentro da escola foi a participação dos estudantes do Colégio São Luiz nas missas semanais, que ocorrem às quartas-feiras, no ginásio de esportes da escola, que conta com a participação dos alunos e também dos pais. “Além disso, a cada semana, os hinos cantados ficam sob responsabilidade de uma turma e os intercambistas Wilson e Helena já tiveram a oportunidade de participar do coro com os alunos dos 8º anos”, relata a Mariane.

Os estudantes do Colégio São Luiz participaram ainda de aulas com uma orientadora educacional, em um momento de crescimento e desenvolvimento pessoal importante. “A orientadora deu início a uma série de atividades sobre controle de stress e ansiedade com os alunos do 7º e 8º anos, contribuindo muito para que nossos alunos pudessem perceber em si mesmos essas emoções que fazem parte do cotidiano dos jovens independente do país que moram e a língua que falam”, explica.

Passeio de estudo

No dia 11 de janeiro, os intercambistas participaram de um passeio de estudos com os alunos da Sacred Heart School. Eles foram à cidade de Memphis conhecer o Museu Nacional dos Direitos Civis, que está localizado no antigo Motel Lorraine, local onde o ativista Martin Luther King foi assassinado em 1968.

King foi um grande líder nacional na luta para a comunidade negra conquistar seus direitos civis dentro do EUA, o qual foi fortemente marcado pela segregação racial herdada desde o período de escravidão no país. “A visita ao museu já estava prevista aos alunos da Sacred Heart, já que conhecer os movimentos pelos direitos civis faz parte do currículo educacional. No dia 15 de janeiro, foi feriado nacional, onde nos EUA se comemora o Dia de Martin Luther King. Aos nossos intercambistas foi mais uma grande experiência tanto cultural quanto de aprendizado, alinhando as lutas por direitos iguais e a busca pelo respeito entre todas as raças que acontecem no nosso país também”, descreve Mariane.

Vivências

Além das vivências educacionais, novos costumes e hábitos também estão sendo conhecidos pelos alunos do Colégio São Luiz, entre eles a alimentação na escola. “Para nós, que não temos o hábito de almoçar na escola, essa ida à cafeteria se assemelha muito às cenas de filmes norte-americanos. O cardápio traz comidas de origem mexicana e típicas americanas, com muito chilli, tacos, batatas fritas, sanduíches, cachorro-quente e a tradicional caixinha de leite. Cada dia é uma descoberta de algum novo sabor e textura”, destacam os intercambistas.

A visita à cidade, para conhecer mais sobre a cultura local, bem como lojas e supermercados, cinema, e o contato pessoal do local também integram a programação dos alunos brasileiros. “Também fomos à missa na paróquia The Good Shepherd – Bom Pastor, em Robinsonville, onde conheceram várias pessoas da comunidade que tinham muita curiosidade sobre o Brasil”, detalha Mariane.

Ainda no fim de semana, o grupo realizou um passeio em Memphis, onde conheceu o Peabody Hotel, a Beale Street, e uma praça histórica da cidade, local onde no período da escravidão aconteciam leilões de escravizados. “Um local triste. Onde foi mantida uma única pedra do grande palco para repensar o passado e não repetir os erros no futuro”.

Nevasca

Enquanto estavam no passeio em Memphis, os primeiros flocos de neve, que vinham sendo anunciados pela meteorologia durante a semana, começaram na região. Na segunda-feira, 15 de janeiro, a neve aumentou de volume e diminuiu drasticamente as temperaturas. “De acordo com a população local, a última nevasca desse porte na região foi em 1984. Ou seja, 40 anos atrás. Durante toda a semana, não foi possível sair de casa, tamanha a quantidade de neve. Pela neve ser rara na região e a cidade muito pequena, não há estrutura suficiente para a quantidade de gelo e do frio intenso, onde a sensação chegou a -21 graus”, comenta a professora.

Com isso, os alunos intercambistas e os demais estudantes tiveram aulas on-line e, mesmo com todas as dificuldades geradas pela neve, o grupo não deixou de ser acolhido pela comunidade. “Nessa semana de isolamento, sentimos de perto toda a cordialidade e acolhimento da comunidade Dehoniana que nos recebe aqui. Todos os dias recebemos a visita pontual da Irmã Margaret Sue e também recebemos visitas que nos trouxeram comida, e mais casacos e roupas impermeáveis para podermos estar com mais segurança na neve”.

A professora Mariane destaca ainda que cada dia dessa semana atípica foi um aprendizado e um exercício diário de empatia, respeito e cuidado com o outro. “Podemos afirmar, com segurança, que até agora esse intercâmbio promovido entre o Colégio São Luiz e a Sacred Heart School tem atingido em cheio seus objetivos. Estão acontecendo trocas culturais importantes e intensas e nossos alunos estão se desenvolvendo emocionalmente e culturalmente com uma amplitude imensurável”, finaliza.

Publicidade
WhatsApp chat