23.1 C
Brusque
domingo, abril 14, 2024
InícioNotíciasCulturaEstá aberta a temporada de ensaios do “Paixão e Morte de Um...

Está aberta a temporada de ensaios do “Paixão e Morte de Um Homem Livre”

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

Primeiro encontro reuniu mais de 350 atores voluntários

Entre períodos de sol e fortes pancadas de chuva, a Associação Artístico Cultural São Pedro (AACSP), realizou o primeiro ensaio do espetáculo “Paixão e Morte de Um Homem Livre”, na tarde deste domingo, 18 de fevereiro. Com a participação de 350 atores voluntários, o evento ocorreu no palco já erguido no pátio da Comunidade São Cristóvão, no bairro Aymoré, em Guabiruba. O projeto iniciou com a bênção do pároco de Guabiruba, padre Marilton Nuss, que trouxe palavras de fé e encorajamento aos participantes.

“O primeiro ensaio com o elenco é um marco importante, pois acolhemos todos os participantes. Nós aproveitamos para apresentar as coordenações do espetáculo e a diretoria da Associação, para que as pessoas se sintam familiarizadas e tudo possa transcorrer com máxima tranquilidade. A expectativa é que, mais uma vez, o grande público possa ser surpreendido com um grande projeto”, vibra o presidente da Associação Artística Cultural São Pedro (AACSP), Sérgio Valle.

A partir deste domingo, até o Domingo de Ramos, celebrado em 24 de março, o elenco se reunirá para os ensaios gerais. Mas o diretor do espetáculo, Marcelo Carminati, ressalta que esse início é o melhor momento, pois é onde tudo ganha forma e o elenco chega com empolgação, buscando contribuir com o seu melhor.

“A ansiedade está tomando conta. Tudo que foi sonhado e organizado desde o ano passado, agora toma forma. E as pessoas chegando, cheias de energia, trazem consigo um ânimo gigante. Tenho certeza de que esta alegria pela presença e participação, só tende a crescer”, expressa o diretor.

Carminatti explica que a preparação acontece desde abril de 2023, com o convite aos 61 atores que possuem falas. Após esse período, foi iniciada a preparação individual e as gravações dos áudios em estúdio.

“Cada ator com fala foi orientado individualmente e em grupos. Já para os discípulos, preparamos uma ceia judaica completa, para que pudessem entender o ritual. Foi um momento lindo e que ficará na memória. No mês de novembro terminamos as gravações e, desde então, realizamos a montagem dos áudios que hoje começam a ser utilizados”, conta o diretor.

Pela primeira vez

Esta edição do espetáculo também é marcada por muitas estreias, tanto nos palcos, como na organização. É o caso de Manuela Kohler Baumgartner, que assume a coordenação da capela. “Eu já trabalhei nas três últimas edições, mas é a primeira vez que assumo como coordenadora. O coração está muito acelerado, mas sei que se Deus me colocou neste caminho, é porque Ele sabe que vai dar tudo certo. Fico feliz em servir nesta missão”, declara.

Com uma equipe de 13 pessoas, a capela permanece em oração durante todos os ensaios, intercedendo a Deus pelas pessoas envolvidas no teatro. “Nossa missão é orar e estar conectados com Deus para que tudo dê certo com o nosso elenco. É inexplicável a conexão e união que temos. Só quem participa da capela entende, os momentos são de muita fé. Nós contamos sempre a exposição do Santíssimo Sacramento, ou seja, é possível sentir Jesus no meio de nós”, fala Manuela.

Assim como ela, Elenice Nienov Dietrich, também está pela primeira como coordenadora de Cenografia. Em seu segundo ano participando do espetáculo, ela assume a função com o desafio de estar à frente de uma importante equipe. “Estou com uma expectativa muito grande em relação ao trabalho. Todo ano precisamos nos reinventar, trazer novidades, contar a história de Jesus, mas com elementos diferentes e que tragam toda a emoção para o público”, afirma Elenice.

Desde o ano passado preparando cada detalhe com antecedência, a voluntária relata que haverá novidades em palco: animais, planetas e plantas devem deixar ainda mais especial esta produção.

Em família

Já na coordenação da Comunicação quem realiza o trabalho voluntário são as irmãs Bruna e Natália Eberle. Desde crianças participando do teatro, elas já exerceram diversas funções e hoje estão à frente de toda a parte de mídia.

“Há alguns anos integro a diretoria da Associação e foi onde recebi e aceitei o convite para coordenar a Comunicação. Gosto de incentivar a juventude a participar e nós sempre precisamos de pessoas dispostas para contribuir com a equipe técnica”, afirma Bruna.

Natália contou que aceitou o convite da irmã e que está ansiosa para o novo desafio em um setor tão importante para o espetáculo. “A comunicação é uma parte muito significativa. Nós divulgamos todas as informações para o público, sanamos dúvidas, mostramos os bastidores e conectamos as pessoas com o teatro”, revela.

Texto e fotos: Assessoria de Imprensa

Publicidade
WhatsApp chat