17.6 C
Brusque
sexta-feira, abril 19, 2024
InícioNotíciasGeralHospital Azambuja destaca-se em cirurgias neurológicas de alta complexidade em bebês

Hospital Azambuja destaca-se em cirurgias neurológicas de alta complexidade em bebês

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

Quem vê o pequeno Anthony Ev de Oliveira soprar a velinha dos dois aninhos rodeado pela família, nem imagina o grande susto que o pequeno deu nos pais em meados de janeiro deste ano: a queda do berço durante a madrugada. O pai, Vagner Alexandre de Oliveira, conta que o acidente ocasionou um coágulo no cérebro do menino, constatado em exame realizado durante atendimento no Hospital Azambuja. Moradores de Botuverá, naquela madrugada, Vagner e a esposa Rafaele Ismaele Ev receberam a notícia do pediatra de que Anthony teria que passar por uma cirurgia para colocação de um dreno. “Aquilo foi um choque para nós, pois não sabíamos da gravidade da situação. Mas deu tudo certo. A cirurgia demorou uma hora e meia e foi um sucesso. Hoje ele está muito bem, graças a Deus”, comemora o pai, que viajou com a família para a cidade natal, Campo Bom, no Rio Grande do Sul, para comemorar os dois aninhos de Anthony com toda a família, no dia 21 de março. 

A cirurgia do menino foi realizada pelos neurocirurgiões Dr. Osvaldo Quirino de Souza e Marcelo José Mandalis Swerts, junto à equipe de médicos anestesiologistas e pediatras do hospital. “O Hospital Azambuja vem se destacando pela realização de cirurgias de alta complexidade em diversas áreas, o que demonstra a constante evolução e a busca da instituição pela ampliação desses procedimentos. Hoje o hospital está preparado para atender desde o bebê recém-nascido, até o idoso, com cirurgias de alta complexidade”, enfatiza Dr. Osvaldo.

Particularidade dos casos

O caso de Anthony não foi o único atendido pela equipe de neurocirurgia do Hospital Azambuja neste ano. Segundo o Dr. Osvaldo, os casos atendidos são diversos e exemplificam a variedade de patologias que podem ser tratadas no hospital. “Tivemos o caso, também neste ano, de um bebê com craniossinostose, que nasceu com a moleira fechada, ou seja, o fechamento precoce do crânio. E ainda de um bebê que nasceu aqui no Hospital Azambuja com hidrocefalia. São casos bem diferentes, mas que ressaltam a qualidade do hospital”, reforça o médico.

Dr. Osvaldo salienta ainda que a instituição possui uma equipe altamente qualificada e equipamentos de última geração, o que o torna referência na região para esse tipo de procedimento cirúrgico. Todos os casos foram atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), destacando o compromisso do hospital em oferecer serviços de qualidade acessíveis a toda a população. “O Hospital Azambuja conta com uma equipe multidisciplinar, composta por anestesistas, intensivistas, neonatologistas e pediatras, que garantem um cuidado especializado durante todo o processo, desde o pré até o pós-operatório”, ressalta.

Desafios

De acordo com o médico, os desafios enfrentados durante essas cirurgias em bebês são significativos, destacando-se a necessidade de cuidados anestésicos precisos e o controle da perda sanguínea. “Os bebês possuem uma quantidade reduzida de sangue em relação ao peso corporal, então são cirurgias muito delicadas. No entanto, a recuperação pós-cirúrgica é geralmente rápida e bem-sucedida, graças à vitalidade e capacidade de superação desses pequenos pacientes”, avalia.

Além disso, o Hospital Azambuja tem se dedicado ao investimento em tecnologias e técnicas cirúrgicas de ponta, impulsionando resultados cada vez mais gratificantes. Procedimentos como a colocação de válvulas, correções de malformações e tratamentos de hidrocefalia são realizados com sucesso nas instalações do hospital.

“Estes casos não apenas demonstram a excelência técnica do Hospital Azambuja, mas também ressaltam nosso compromisso com a saúde e o bem-estar da comunidade. Estamos capacitados para realizar tais procedimentos graças à nossa excepcional equipe de neurologia e neurocirurgia, composta por profissionais altamente gabaritados. Vale ressaltar que somos o único hospital na região de Brusque a contar com essa equipe especializada”, destaca o gestor hospitalar, Gilberto Bastiani.

Bastiani enfatiza que, desde a inauguração da UTI Neonatal, o hospital ampliou sua capacidade de atendimento, acolhendo gestantes de alto risco e possibilitando a realização de procedimentos cirúrgicos em bebês recém-nascidos. “Isso reforça nosso compromisso de estar ao lado das famílias em momentos delicados. Sabemos o quão angustiante pode ser receber o diagnóstico de que seu bebê precisará de cirurgia, mas o Hospital Azambuja está pronto e em constante busca pela excelência no tratamento desses pequenos pacientes”, complementa.

Publicidade
WhatsApp chat