20.4 C
Brusque
segunda-feira, junho 17, 2024
InícioNotíciasGeralPrimeiras doses da vacina contra a dengue são aplicadas em Brusque

Primeiras doses da vacina contra a dengue são aplicadas em Brusque

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

No sábado (4), Dia D da vacinação, já foram aplicadas as primeiras doses da vacina contra a dengue. Ao todo, o município recebeu 8,6 mil doses da vacina, que serão destinadas à faixa etária de 10 a 14 anos. Agora, a vacinação já está disponível para a população nas 16 salas de vacina das 8h às 11h45 e das 13h às 16h45, e também na Policlínica, das 8h às 20h. As salas de vacina das Unidades Básicas de Sáude (UBSs) são: Limeira; Dom Joaquim; Planalto; Paquetá; Santa Terezinha; Santa Rita; Ponta Russa; Steffen; São Luiz; Cedrinho; Guarani; Maluche; São João; Águas Claras; Rua Nova Trento e Bateas.

No momento da vacinação, é necessário apresentar a caderneta de vacina, cartão do SUS e também identidade, além de estar acompanhado de um responsável. A diretora de Vigilância em Saúde, Carol Maçaneiro, explica que a definição do público-alvo para receber a vacina da dengue foi realizada pelo Ministério da Saúde. “Eles fizeram um estudo baseado nos últimos dez anos, observando que a faixa etária de 10 a 14 anos é quem apresenta maior risco de agravamento em regiões com mais incidência da doença”, pontua.

Quem já teve dengue também deve se vacinar para evitar novas infecções ou, em caso de contágio, sintomas mais leves. Além disso, nessas pessoas, é esperada uma resposta melhor ao imunizante. As contraindicações da vacina são as mesmas para as vacinas feitas a partir de vírus vivo, ou seja, não deve ser tomada por gestantes, lactantes e pessoas com imunodeficiência.

Entenda como funciona a vacina contra a dengue

O Brasil se tornou o primeiro país do mundo a disponibilizar vacinas contra a dengue no sistema público de saúde. Produzida pelo laboratório japonês Takeda, os imunizantes serão destinados, inicialmente, a regiões com maior incidência e transmissão do vírus, contemplando crianças e adolescentes de 10 a 14 anos.

A Qdenga é um imunizante tetravalente produzido a partir do vírus vivo atenuado, ou seja, do micro-organismo infectado, mas enfraquecido. Essa condição pode melhorar a resposta do sistema imunológico, funcionando de forma semelhante à defesa do corpo humano nos casos de infecção pela dengue.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro da vacina em março de 2023, com base em estudo feito com mais de 28 mil pessoas, incluindo crianças e adultos. A concessão permite a comercialização do produto no Brasil, desde que sejam mantidas as condições aprovadas.

A pesquisa de desenvolvimento da vacina incluiu 20.099 crianças e adolescentes saudáveis de 4 a 16 anos, residentes em países endêmicos, que foram divididos por região (Ásia-Pacífico ou América Latina) e idade (4 a 5 anos, 6 a 11 anos, ou 12 a 16 anos).

Texto: SECOM – Prefeitura de Brusque

Publicidade
WhatsApp chat