12.5 C
Brusque
terça-feira, julho 23, 2024
InícioNotíciasGeralAcusados em caso da condenação por fraude em licitação em Botuverá apresentam...

Acusados em caso da condenação por fraude em licitação em Botuverá apresentam defesa, ex-prefeito e mais seis pessoas

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

A defesa jurídica do ex-prefeito José Luiz Colombi emitiu uma nota em face da condenação do político por fraude à licitação de uma obra de extensão na SC-486 entre os municípios de Botuverá e Vidal Ramos, denunciada pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), levou à condenação de sete pessoas, entre elas o referido ex-prefeit, que atualmente responde como Coordenador Regional do Vale, junto à Secretaria de Infraestrutura do Governo do Estado.

Por meio da assessoria jurídica, Nene Colombi diz que “discorda completamente da decisão judicial. Ele afirma que possui uma conduta ilibada e uma extensa ficha de serviços prestados em prol da comunidade de Botuverá”.

O procedimento ocorreu dentro da legalidade, respeitando os princípios da administração pública e da Lei n. 8666/93, sem nenhuma fraude no caráter competitivo. As obras foram corretamente executadas com a aprovação das contas perante do Tribunal de Contas do Estado, sem nenhuma demonstração de prejuízo ao erário”, afirmou.

A defesa técnica considera injusta e descabida a condenação, motivo pela qual serão adotadas as medidas judiciais cabíveis”, finaliza.

Os demais acusados também apresentaram suas defesas.

Foram apresentados embargos de declaração com relação à sentença. Evidentemente vamos apresentar recurso ao tribunal”, afirma o advogado Cícero Eduardo Visconti, em defesa do engenheiro Jaison Knoblauch.

A decisão não possui prova que fundamente a condenação. A acusação é de que a prefeitura contratou o senhor Armando e o pagou sem licitação. Na verdade, ele foi contratado por uma empresa para prestar esse serviço”, disse advogado Paulo Portalete, em defesa de Armando Knoblauch. Será apresentado recurso.

Em resposta ao questionamento, a defesa se manifesta no sentido que irá apresentar recurso, a fim de demonstrar a inocência do acusado”, diz a nota do escritório de advocacia Dominoni e Maia, em defesa de Everson Clemente.

A defesa de Maicon Anderson ainda não se manifestou.

Publicidade
WhatsApp chat