Polícia Civil finaliza investigação relativa à corrupção no Hospital Municipal de Nova Trento

Um médico foi indiciado por oito atos de corrupção passiva.

Outras notícias da semana

Nova matriz de risco classifica 13 regiões com nível gravíssimo em SC

A atualização do risco potencial das regiões do estado segue no mapa divulgado pelo Governo do Estado. Todas as regiões do estado estão em...

Diretor da Fundação Cultural fala sobre projetos habilitados através da Lei Aldir Blanc

O resultado da fase de habilitação do edital para a distribuição dos recursos da Lei de Emergência no município de Brusque, já está disponível...

COVID-19: Boletim epidemiológico de 26 de novembro

Brusque registrou nas últimas 24 horas 206 novos casos de Covid-19. Agora, a cidade conta com 8.385 pessoas que já contraíram a doença. Deste...

Licitação Pública foi tema de entrevista especial no Jornal da Diplomata com Observatório Social de Brusque

Licitações: as regras, como e quem pode participar, entre outros detalhes que envolvem um processo licitatório, foram destacados na edição deste sábado (21), no...

A Polícia Civil, por meio de Delegacia de Nova Trento, encaminhou ao Poder Judiciário, na última semana, o inquérito policial que investigou a ocorrência de corrupção no Hospital Municipal de Nova Trento – Hospital Nossa Senhora Imaculada Conceição. Um médico foi indiciado por oito atos de corrupção passiva

O crime de corrupção passiva ocorre quando um funcionário público solicita ou recebe vantagem indevida em razão de sua função pública, ou, ainda, quando aceita promessa desta vantagem.

A investigação foi iniciada com a denúncia, segundo a qual o investigado estaria cobrando para realizar cesáreas e laqueaduras no Hospital, cujos procedimentos são integralmente custeado pelo Sistema Único de Saúde – SUS.

No inquérito policial foram identificadas sete mulheres que afirmaram ter efetuado o pagamento para que o indiciado realizasse as suas cesáreas no Hospital Municipal de Nova Trento. Também foi identificada uma mulher para quem o investigado solicitou o pagamento, mas ela se recusou a pagar.

Todas as mulheres foram atendidas pelo investigado em clínicas particulares em Itapema e em São João Batista.

Também foram identificados funcionários do Hospital e das clínicas particulares, que confirmaram as versões das gestantes.

O médico encontra-se cautelarmente afastado de sua função pública, em razão de determinação judicial, após representação da Polícia Civil, desde o final de julho de 2019. Não foi identificado nenhum funcionário do Hospital ou servidor público municipal que tivesse ciência ou participação nos crimes.

A Polícia Civil reitera que todos os procedimentos realizados no Hospital Municipal de Nova Trento são gratuitos e custeados com verbas públicas, não devendo ser realizado nenhum pagamento por eles. Qualquer denúncia deve ser imediatamente comunicada à Delegacia de Polícia, sendo essencial a colaboração da população.

Polícia Civil de Santa Catarina. (Foto: Arquivo / Polícia Civil)

Últimas postagens

Brusque registra o 64º óbito relacionado a Covid-19

Brusque registra o 64º óbito relacionado a Covid-19 A Vigilância em Saúde informa o 64º óbito por Covid-19 em Brusque. Trata-se de um homem de...

COVID-19: Boletim epidemiológico de 27 de novembro

Brusque registrou nas últimas 24 horas 307 novos casos de Covid-19. Agora, a cidade conta com 8.692 pessoas que já contraíram a doença. Deste...

Com rua Poço Fundo interditada, condutores de veículos terão duas opções

Na segunda-feira (30) reiniciam as obras na rua Poço Fundo, onde será feito drenagem, pavimentação asfáltica e passeio. Devido às obras, a rua ficará...

Hospital Azambuja firma parceria com Unimed Brusque para atendimento de clientes sintomáticos respiratórios

O Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux (Hospital Azambuja) firmou nesta semana, uma parceria com a Unimed Brusque, com o objetivo de atender os clientes...

Endorfina – Resultado sorteio 27 de novembro.

Pizza grande, 3 sabores (tradicionais), da Ramalhone Pizzaria: ***Ganhadora: Sirlei Aparecida B. F. Feitosa***
Publicidade
WhatsApp chat