Com reduções não aprovadas, ficam mantidos os salários para Prefeito (Vice), Secretários Municipais e de Vereadores, na próxima legislatura

Publicidade
Utilidade pública

A rejeição de duas propostas para redução de valores congelou os mesmos salários para os cargos de prefeito, vice, secretários municipais e de vereadores, entre janeiro de 2021 e dezembro de 2024.

Desta forma ficam mantidos os vencimentos, conforme os projetos de lei originais, que serão válidos na próxima legislatura.

Prefeito: R$ 30.068,39 (trinta mil e sessenta e oito reais e trinta e nove centavos).

Vice-Prefeito: R$ 14.578,62 (quatorze mil e quinhentos e setenta e oito reais e sessenta e dois centavos).

Secretários Municipais: R$ 14.351,12 (quatorze mil e trezentos e cinquenta e um reais e doze centavos).

Vereadores – R$ 10.167,47 (dez mil e cento e sessenta e sete reais e quarenta e sete centavos).

Presidente da Câmara – R$ 13.731,22 (treze mil e setecentos e trinta e um reais e vinte e dois centavos).

A votação das emendas modificativas aconteceu em sessão online, nesta terça-feira, 24, realizada em sistema remoto por conta dos decretos de enfrentamento à pandemia do Cornavírus.

Propostas

Emenda 1 – Uma delas teve como autoria o vereador Marcos Deichmann, que considerou a diminuição de valores com base em pesquisas que apresentam médias de população e arrecadação em outros municípios semelhantes à Brusque.

Os pagamentos ficariam da seguinte forma: prefeito em R$ 23 mil, do vice-prefeito e secretários em R$ 11 mil e dos vereadores em R$ 6.400. Para a presidência legislativa, R$ 11 mil (sempre considerando a representatividade do cargo).

A emenda foi rejeitada por 10 votos contrários e 4 votos favoráveis.

Votação

A favor – Paulinho Sestrem, Marcos Deichmann, Gerson MORELLI e Claudemir Duarte, o Tuta.

Contra – Jean Pirola, Ana Boos, Joaquim Costa, Deivis da Silva, Rogério dos Santos, Cleiton Bittellbrunn, Leonardo Schmitz, José Zancanaro, e Sebastião Lima

Abstenção – Celso Emydio da Silva

Emenda 2 – A segunda proposta teve como autoria o vereador Ivan Martins – atual presidente do legislativo, que não apresentou justificativa na emenda. A sugestão de Ivan foi para uma redução mais acentuada nos vencimentos, nos dois poderes, com os seguintes vencimentos.

Prefeito – R$ 20 mil

Vice-prefeito e de Secretários Municipais – R$ 10 mil

Vereadores – R$ de R$ 2.886,24

Presidente – R$ 3.897,88

Resultado da votação

13 votos contrários e 1 favorável

Contra – Paulinho Sestrem, Marcos Deichmann, Gerson Morelli, Jean Pirola, Ana Boos, Joaquim Costa, Deivis da Silva, Rogério dos Santos, Cleiton Bittellbrunn , Leonardo Schmitz, José Zancanaro, e Sebastião Lima.

Celso Emydio não votou.

Favorável – Claudemir Duarte, o Tuta

Ivan Martins, na condição de presidente, não é obrigado a manifestar voto – embora tenha sido autor da matéria.

Os veadores voltam a se reunir na próxima terça-feira, 30.

Publicidade
Últimas notícias

Brusque já trabalha no Maranhão visando o Sampaio Corrêa

Após o empate contra o Vitória na última sexta-feira (17), o Brusque Futebol Clube começou a jornada para chegar...
Publicidade
WhatsApp chat