Após caso de estupro, comandante da PM faz desabafo e alerta para cuidados com doações

Outras notícias da semana

Justiça condena investigados na “Operação Peixe Branco”

A Vara Criminal da Comarca de Brusque, condenou sete pessoas investigadas e presas pela Divisão de Investigação Criminal de Brusque pela prática dos crimes...

Polícia Militar prende motorista embrigado após tentativa de fuga

Um condutor embriagado foi detido pela Polícia Militar por volta das 22h desta sexta-feira, 8. De acordo com a PM, o veículo Onix foi...

Governo do Estado divulga calendário de feriados e pontos facultativos de 2021

O Governo de Santa Catarina definiu o calendário que fixa os feriados e pontos facultativos de 2021, válido para os órgãos da administração direta,...

Benefícios do INSS acima de um salário mínimo têm reajuste de 5,45%

O Ministério da Economia publicou hoje (13) no Diário Oficial da União (DOU) portaria que oficializa o reajuste de 5,45% das aposentadorias e benefícios acima de um...

Segue o texto na íntegra emitido pelo tenente-coronel Otávio Ferreira, comandante do 18º Batalhão de Polícia Militar.

Sres. agentes da imprensa e sociedade brusquense em geral, o que irei escrever abaixo é mais um desabafo deste Comandante e Policial Militar (com muito orgulho) que também está diariamente na rua no combate a criminalidade e consequentemente comprometido com a melhoria da segurança e da qualidade de vida em nossa cidade, apesar de saber do risco de novamente ser mal interpretado e até sofrer retaliação, como outrora já ocorreu, mas não posso me calar e deixar de expressar o que eu penso neste momento, até porque a segurança pública, conforme o artigo 144 da nossa Constituição Federal, é dever do Estado e RESPONSABILIDADE DE TODOS.

Na presente data aqui em nossa cidade tivemos um caso de estupro de uma adolescente de 14 anos que estava só em sua casa, local teoricamente inviolável e mais seguro que poderia está, e repentinamente teve seu sossego e segurança quebrada por um marginal de 19 anos, o qual bateu em sua porta se identificando como voluntário de uma instituição beneficente de outro município, solicitando doações de roupas para uma certa casa de DEPENDENTES QUÍMICOS e MORADORES DE RUA, onde este masculino ao perceber a fragilidade do contexto em que a feminina se encontrava resolveu estrangula-la até desmaiar estuprando-a em seguida, causando com certeza um grande trauma naquele ser humano em tenra idade e consequentemente em toda sua família.

Se nós observarmos com um pouco mais de critério, NOSSA BRUSQUE está a cada dia ficando mais DOENTE, doente com os MORADORES DE RUA ou ANDARILHOS em toda a cidade e que a cada dia aparecem em maior número, doente com PEDINTES de ruas, esquinas e ou semáforos, doente com os “ARTISTAS DE RUA” (malabares, estátuas, etc), VENDEDORES e ESTRANGEIROS de semáfaros, doente com o número de DEPENDENTES QUÍMICOS que aumentam a cada dia mais, enfim, uma variedade de pessoas que na sua imensa maioria são jovens (20 a 40 anos de idade), saudáveis (com pernas, braços, etc) e com pleno vigor físico, mas que, devido o famigerado EXCESSO de DIREITOS HUMANOS, do amplo DIREITO DE IR e VIR, e principalmente A BONDADE DO POVO BRUSQUENSE, que na verdade entendo como maldade além de estarmos fazendo papel de trouxas (“quem tem pena de despena”, “não dê o peixe, ensine a pescar”), estamos lhes tirando os estímulos de vida (necessidade de verdadeiramente trabalhar) para viverem dignamente.

A sociedade tem que entender que quando “ajudamos” (com alimento, dinheiro, roupas, etc) essas pessoas estamos sim estimulando-as permanecerem nessa situação, estamos tirando a oportunidade delas acordarem para a vida e viverem dignamente, e pior, estamos incentivando várias outras a entrarem nesse mundo e virem para Brusque, pois o povo brusquense é bom, é caridoso, é sensível, nos ajuda, etc…

Não há dúvida que existem várias formas de VERDADEIRAMENTE AJUDAR alguém, primeira delas é você ser digno, ser exemplo e educar com bons valores seus filhos evitando assim a proliferação de pessoas sem valores e dignidade, segundo é você adotar alguém nessa situação e levá-la para sua casa a fim de ensinar valores e a trabalhar, contexto que por motivos óbvios ninguém faz, outra maneira é você procurar e ajudar as entidades de assistência do município, pois são inúmeras, ficando difícil citar todas aqui, pois através delas, e de forma inteligente e adequada, essas pessoas serão verdadeiramente ajudadas.

Então façamos a nossa parte de forma inteligente, madura e responsável, visando evitar que BRUSQUE fique mais DOENTE ainda, que vire um depósito de pessoas SEM VALORES E DIGNIDADE e que, e principalmente, não sejamos a próxima vítima de ESTUPRO ou algo do gênero!

Tenente Coronel Otávio

Comandante da Polícia Militar em Brusque.

Últimas postagens

Diretora do Santuário Santa Paulina fala sobre programação para celebrar 15 anos da dedicação

Durante o mês de janeiro uma programação especial foi desenvolvida para celebrar os 15 anos da Dedicação do Santuário Santa Paulina, em Nova Trento....

Santa Catarina tem saldo de mais de 115 mil empresas abertas em 2020

Mesmo com o impacto da pandemia da Covid-19 na economia, Santa Catarina segue firme com o perfil mais empreendedor do Brasil. E os números...

Prefeitura de Brusque realiza formação de lideranças

A Prefeitura de Brusque, por meio da Escola de Administração Pública (ESAP), realiza durante o mês de janeiro, o I Workshop Desenvolvimento de Lideranças....

Covid-19: Confira o boletim epidemiológico desta sexta-feira (15)

O novo boletim epidemiológico, divulgado nesta sexta-feira (15), aponta que Brusque tem 14.755 casos confirmados de Covid-19. Nas últimas 24 horas foram registrados 74...

Endorfina – Resultado de 15 de janeiro de 2021

Par de ingressos Cine Gracher. Compre seu ingresso antecipado no cinegracher.com.br *** Ganhadora: Taynara Zeitz ***
Publicidade
WhatsApp chat