ABM divulga carta aberta sobre impactos na saúde após um ano de pandemia

Publicidade
Utilidade pública

Há exatamente um ano, no dia 17 de março de 2020, o governo do Estado de Santa Catarina decretou situação de emergência após ter constatado que havia transmissão comunitária do novo Coronavírus em nosso estado.

Um ano se passou e esse inimigo não dá sinal algum de trégua; o Brasil está em seu pior momento desde o início da pandemia, com mais de 2800 óbitos registrados no dia de ontem, existência de novas cepas virais com maior transmissibilidade e letalidade, e escassez importante no número de leitos hospitalares de internação e terapia intensiva.

A Associação Brusquense de Medicina gostaria de prestar as mais profundas condolências aos amigos e familiares dos mais de 160 cidadãos de Brusque que faleceram em decorrência da doença, e também homenagear os profissionais de saúde das mais diversas áreas, que permanecem firmes no combate ao vírus, prestando atendimento direto à população, com sacrifício das suas vidas pessoais e do convívio com entes queridos.

A principal arma contra essa guerra é a vacina, que surgiu no nosso horizonte recentemente. É importante que os esforços públicos sejam direcionados para a vacinação em massa e com brevidade de toda a população.

Ao mesmo tempo, é fundamental que a população mantenha os esforços para prevenir a transmissão do vírus, incluindo o uso de máscaras, a higiene frequente das mãos e objetos pessoais, e a prática impreterível de distanciamento social, sempre que possível.

Associação Brusquense de Medicina – ABM

Brusque,

17 de março de 2021

Publicidade
Últimas notícias

Boletim informa óbito relacionado à Covid-19; homem de 66 anos

Vítima é homem de 66 anos, residente no bairro Rio Branco Brusque registrou, nesta terça-feira (03), o óbito de número...
Publicidade
WhatsApp chat